A tensão da Venezuela não está envolvendo só a fronteira brasileira, mas também a colombiana, que por sinal está mais intensa. Mas analisando um pouco a questão de Força Aérea, qual o poder de fogo dos colombianos frente aos venezuelanos?

Como já descrito aqui no site, hoje a FAV (Força Aérea Venezuelana) tem 20 caças SU-30MK2 prontos para uso e sete F-16 em condições de voo. Além dos caças, sempre é valido informar sobre o poderoso sistema de defesa aérea S-300VM.

Já a Colômbia pode ter apenas 11 caças Kfir C10 operacionais, do total de 20 que estão na frota da força aérea do país.

A Colômbia adquiriu os caças de fabricação israelense Kfair no final dos anos 80, usados pela Força Aérea de Israel.

Com o passar do tempo as aeronaves precisaram passar por um processo de modernização, o que melhorou a performance do caça, com capacidade de serem reabastecidos em voo, além de novos sistemas de aviônicos e armas.

Além disso, o radar dos Kfir também mudou, hoje é empregado nos caças o radar tipo AESA, que tem capacidade avançada de detecção de oponentes em uma situação ar-ar, ar-superfície e BVR (Beyond Visual Range).

 

Fonte de apoio – Poder Aéreo


DEIXE UMA RESPOSTA