Foto - Austrian Airlines

A Austrian Airlines voltou ao céu esta manhã (15/06) depois de uma suspensão temporária nas operações, que durou quase 90 dias.

A companhia aérea, que foi encerrou seus voos comerciais com passageiros no dia 18 de março, retomará as operações gradualmente. Primeiro, o foco será reiniciar as operações de voo para vários destinos europeus e Tel Aviv, antes de expandi-los para incluir rotas de longa distância.

A companhia aérea já havia adiado o reinício de suas operações seis vezes, e havia especulações de que não veríamos a empresa voltar a voar antes de julho.

O primeiro voo após a paralisação da frota, o OS 111, partiu de Viena para Munique nesta manhã às 06h30 no horário de verão da Europa Central (CEST, GMT +2). A aeronave, um Embraer 195, partiu às 06h37 e chegou a Munique às 07h27.

A retomada dos voos deve ser um grande alívio para a empresa, que como outras foi severamente afetada pela pandemia de coronavírus. É a segunda notícia boa para a companhia aérea neste mês.

Na semana passada, a Austrian Airlines anunciou que havia garantido um pacote de resgate no valor de € 600 milhões para ajudar Viena a manter seu status de hub de voos para a Europa Central e Oriental, e de hub de voos de longa distância.

A Austrian Airlines voará para 25 destinos nesta semana. Esses são: Amsterdã, Atenas, Basileia, Berlim, Bruxelas, Bucareste, Copenhague, Dubrovnik, Dusseldorf, Frankfurt, Genebra, Hamburgo, Larnaca, Munique, Paris, Pristina, Sarajevo, Skopje, Sofia, Stuttgart, Tel Aviv, Thessaloniki, Tirana, Varna e Zurich.

A partir de 22 de junho, isso será expandido para incluir vários outros destinos europeus, incluindo: Belgrado, Graz, Innsbruck, Kosice, Nice, Praga, Split e Varsóvia.

A companhia disse que está cumprindo todas as diretrizes de segurança biológica, e repassando recomendações destas aos passageiros.

DEIXE UMA RESPOSTA