Boeing 727 Asas
Foto: Elyel Natan

A ASAS é a mais nova estreante no mercado de aviação cargueira do Brasil. Utilizando um Boeing 727 que anteriormente operou com a RIO e a Sideral, a empresa tem parceria com as Americanas para iniciar seus serviços.

A nova companhia aérea deseja operar fora da curva de outras aéreas cargueiras, utilizando o Aeroporto de São José dos Campos (SJK) para distribuir as cargas das Americanas.

De acordo com o diretor-presidente da empresa, Orlando Menezes Silva, a aérea utilizará seu Boeing 727-200F de matrícula PR-IOC para cumprir voos diários de carga para Salvador e Recife, em uma rota triangular. Todos os voos devem partir diariamente de SJK às 12h30.

O 727 é capaz de transportar até 27 toneladas de carga a bordo, pouco superior em comparação com os aviões Boeing 737-400F da Azul Cargo, Sideral e Modern Logistics.

A empresa espera iniciar as operações nas próximas semanas, após todo o trâmite de aprovação dos voos e certificação da aérea com a ANAC. Menezes Silva ainda cita que a companhia aérea pode operar voos de passageiros.

“Também estamos pleiteando junto à ANAC a certificação para transporte de passageiros, com voos partindo de São José para o Caribe ainda no primeiro semestre de 2022”, disse Orlando, afirmando também que a ASAS deve receber um outro Boeing 727 em janeiro do próximo ano.

O Boeing 727 de matrícula PR-IOC foi fabricado em 1982 e entregue originalmente para a US Air como aeronave de passageiros sob a matrícula N774AL. Foi convertido em cargueiro em 2004, tendo sido operado pela DHL antes de chegar para a RIO em 2010. Voou de 2017 à 2019 com a Sideral Linhas Aéreas com a mesma matrícula.

 

Com informações de Informa.life

DEIXE UMA RESPOSTA