A Airbus fechou hoje um acordo com a Uganda Airlines, para a encomenda de dois aviões A330-800neo pela companhia aérea, através de uma carta de intenção de compra.

O acordo foi anunciado no Farnborough Airshow por Ephraim Bagenda, CEO da Uganda Airlines e Eric Schulz, diretor comercial da Airbus. A aeronave da Uganda contará com um layout de cabine de três classes, compreendendo 20 assentos na Business, 28 na Economy Premium e 213 na Economy.

O grande destaque é o interesse de alguma companhia pelo A330-800neo, depois da aeronave ficar sem encomendas pouco antes da sua certificação.

Anteriormente o Airbus A330-800neo tinha 10 encomendas provenientes da Hawaiian Airlines, que optou por cancelar o seu pedido e encomendar aviões da família 787 Dreamliner, fabricados pela Boeing. A aeronave que já estava sem atratividade no mercado, ficou de vez sem encomendas, causando uma preocupação na Airbus que já tinha fabricado um protótipo do A330-800neo.

Depois de muita especulação da mídia, pois a fabricante suspendeu os voos de testes, a Airbus afirmou que continuaria desenvolvendo o A330-800neo, juntamente com a variante maior e de sucesso um pouco mais expressivo, a -900neo.

O acordo com a Uganda tem preço aproximado de US$ 510 milhões, baseando no preço de lista da Airbus. (Confira Aqui quanto custa uma aeronave)

Provavelmente esse valor, descontando os custos de produção, não é capaz de pagar o desenvolvimento do A330-800neo.