Com vídeos: Confira como foi o Media Day da EXOP Tápio 2020 da FAB

Pátio da ALA-5, em Campo Grande-MS

O Exercício Tápio 2020 (EXOP Tápio) está acontecendo na ALA-5, em Campo Grande-MS e reúne 26 esquadrões da FAB, sendo esquadrões de caça, asas rotativas, reconhecimento, busca e salvamento, transporte e grupos de Defesa Antiaérea. Essa fase do Tápio acontece até o dia 4 de setembro.

No entanto, o EXOP Tápio teve uma primeira parte que aconteceu no Campo de Provas Brigadeiro Velloso, em Cachimbo-PR, que aconteceu entre os dias 10 a 14 de agosto.

O EXOP Tápio tem como objetivo garantir a continuidade da capacitação operacional dos militares da Instituição e a pronta-resposta para emprego em diversas missões que são executadas pela força.

Helicópteros AH-2 Sabre e H-60L Black Hawk no pátio da ALA-5

Ao todo participam cerca de 50 aeronaves e 1.000 militares de vários setores. O EXOP Tápio ainda conta com a presença da brigada paraquedista e helicópteros do Exército, além de militares da Marinha do Brasil.

Essa já é a terceira edição do Tápio. A edição de estreia aconteceu em 2018 e a segunda em 2019.

 

Cobertura do EXOP Tápio 2020 (Media Day):

Veículos de imprensa especializada foram convidados pela FAB, por meio da Assessoria de Imprensa do CECOMSAER, para fazer a cobertura de um dia nas operações da EXOP Tápio. 

As equipes de imprensa saíram de Brasília no amanhecer do dia 21 de agosto, em um C-97 (EMB-120) do Esquadrão Cobra. 


Ao chegar a ALA-5, a imprensa foi direcionada para um setor onde foi aferida a temperatura de cada membro da mídia. As mochilas dos profissionais de imprensa foram esterilizada, seguindo assim as normativas de prevenção do Covid-19.

Feito todo o processo de esterilização, a imprensa seguiu para o auditório da ALA-5, onde foi feita uma pequena apresentação do EXOP Tápio aos jornalistas.

 A apresentação foi realizada pelo Brigadeiro do Ar Luiz Cláudio Macedo Santos, diretor do Exercício e Comandante da Ala 5.

Brigadeiro do Ar Macedo, palestrando para a imprensa convidada

O portal Aeroflap questionou o Brigadeiro Macedo sobre a possível participação futura dos caças Gripen F-39 e do KC-390 em outras edições do exercício.

“Acredito que no futuro tanto o Gripen F-39, quanto o KC-390 teriam sim espaço no Exercício Tápio, dada as muntifunções das aeronaves”.

A FAB tem hoje três unidades do KC-390, que operam no 1º GTT na ALA-2, em Anápolis-GO. Ao todo a FAB terá 28 exemplares da aeronave.

O Gripen F-39 começa a ser entregue aos militares da FAB em 2021. Contudo, o primeiro exemplar do caça que atualmente está em testes na Suécia, virá ao Brasil ainda este ano para dar prosseguimento aos testes necessários para a cerificação da aeronave.

Gripen E da FAB decolando para seu voo inaugural-Foto; SAAB

Ao todo serão 36 unidades do caça nas versões E (monoposto) e F (biposto), a base sede dos F-39 também será a ALA-2.

 

Oficinas das aeronaves

Após a coletiva de imprensa a mídia seguiu para a área operacional da ALA-5 onde foi aberto sessões de fotos das aeronaves e perguntas aos pilotos.

A-29 Super Tucano:

A-29 Super Tucano

O Super Tucano representa uma parte da espinha dorsal da FAB na defesa aérea do país. Os A-29 atuam com frequência no patrulhamento de fronteiras e no combate ao tráfico de entorpecentes.

Um piloto de A-29 Super Tucano respondeu algumas perguntas do portal Aeroflap. A pedido da FAB por motivos de segurança, a identidade do piloto e o esquadrão não foram revelados.

 

A-1AM/BM AMX:

Caças A-1 AMX retornando de mais uma missão na EXOP Tápio

 O A-1AMX também está participando do Tápio, a única aeronave de caça a jato do exercício opera nas missões de Reconhecimento e Ataque ao solo, missão na qual o A-1 AMX se destaca bastante.

O Comandante do Esquadrão 1º/10º Esquadrão Poker, Tenente- Coronel Agnaldo dos Santos respondeu algumas perguntas do portal Aeroflap.

Qual a missão de vocês com o A-1 AMX?

R: “Nos desempenhamos as missões de reconhecimento tático em todo o cenário nacional. O A-1 é uma aeronave totalmente capacitada para realizar missões em pronta resposta”.

– O que seria o reconhecimento tático?

“No reconhecimento tático é possível adentrar no território inimigo e trazer as informações para um planejamento de guerra. A aeronave tem uma capacidade de autodefesa, o que faz com que ela entre, colete dados e saia do território inimigo. O Esquadrão Poker é o primeiro e o último na ação, sempre”.

AH-2 Sabre:

AH-2 Sabre

A presença da aviação de rotativas no exercício é grande, só na FAB operam três aeronaves, o H-60L Black Hawk, o H-36 Caracal e o AH-2 Sabre. O Sabre é um helicóptero de fabricação russa, seu nome original é Mil Mi 35. A aeronave tem como foco as missões de ataque.

O Tenente-Coronel Márcio André Almeida Coutinho, comandante do 2°/8° GAV – Esquadrão Poti, falou um pouco sobre o AH-2.

 Esquadrão Pelicano- Busca e Salvamento:

SC-105 Amazonas

Esse esquadrão opera helicópteros H-60L e o SC-105 Amazonas. O esquadrão tem como foco missões de busca e salvamento, seja dentro ou fora do cenário de combate.

O Major Tiago Gomes de Sales, respondeu algumas perguntas do portal Aeroflap.

C-130M Hercules:

C-130M Hercules

Os C-130M Hercules vem cumprindo uma importante missão de combate a incêndio no Pantanal. As missões acontecem desde o dia de julho. O C-130M pode despejar até 12 mil litros de água, mas o Hercules não está sozinho, os helicópteros H-60L Black Hawk também estão no combate aos focos de incêndio.

 Demais Oficinas:

Após a passagem pelas aeronaves acima listadas seguimos para as últimas atividades do Media Day.

A Tenente Aviadora Jeciane Ribeiro, explicou como está acontecendo a higienização das aeronaves para a prevenção do Covid-19. Na explicação foi utilizado um C-98 Caravan.

O 1° GDAAE – Grupo de Defesa Antiaérea, fez uma demonstração simulada do tiro terra-ar para abater aeronaves que representam um risco a uma unidade aérea ou a alguma equipe em zona de guerra. Na imagem abaixo podemos ver a simulação do lançamento do míssil terra-ar IGLA.

O Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento – PARASAR, também estava presente e relatou sua missão de resgate a enfermos, vítimas de acidente aéreo, ou até mesmo militares em território inimigo.

Confira nossa galeria de imagens:

DEIXE UMA RESPOSTA