Combustível dos aviões

Nos automóveis normalmente se utiliza etanol e gasolina para alimentar o motor e fazer com que eles se locomovem, os aviões também tem seu combustível e variações para cada tipo de motorização.

Há dois tipos de combustíveis utilizados na aviação, a GASOLINA DE AVIAÇÃO (AVGAS), e o QUEROSENE DE AVIAÇÃO (com variações).

Para que esse combustível funcione corretamente no motor ele precisa ser aditivado para prevenir que ele se congele em voo ou cause corrosões químicas ou biológicas nos tanques. Para isso são utilizado algumas misturas de aditivos antioxidantes, antiestáticos, inibidores de corrosões, biocidas, inibidores de formações de gelos e desativadores de metal.

 

GASOLINA DE AVIAÇÃO

Vamos começar pelo combustível que alimenta os motores menores, a gasolina de aviação mais conhecida como AVGAS, é utilizada em motores de aeronaves de pequeno porte que podem ser a pistão ou não e que tem a ignição a centelha.

É um tipo de combustível que não é comercializado em postos de automóveis e também não é recomendado a utilização nos motores de carros, por conter CHUMBOTETRAETILA, que pode causar danos gravíssimos no catalisador do veículo.

O AVGAS é totalmente livre de etanol anidro e possui um numero maior de octanas que o combustível normal. O AVGAS pode aparecer nas cores Verde, Vermelho ou o mais comum Azul, essas cores foram criadas para demarcar a octanagem que são elas:

Imagem: rsbals

Entre 80 e 87 – Vermelho


Entre 100 e 130 – Verde

Entre 115 e 145 – Azul

As aeronaves que utilizam desses combustíveis são aeronaves de pequeno porte como: Sêneca, Cirrus, Baron, Robinson 22, 44 e etc.

 

QUEROSENE

O principal combustível utilizado na aviação é o Querosene de aviação, é um combustível utilizado em aviões com motores a reação, jato puro.

De um modo geral o processo de produção do Querosene se dá a um tipo de refino chamado fracionamento por destilação atmosférica. Esse processo vai da vaporização dos hidrocarbonetos ao ponto mais elevado de ebulição do petróleo que gira em torno de 170º a 240° C a mais que a gasolina comum de automóveis. Acompanhe a baixo a cadeia de destilação do Querosene.

Imagem: cbie

Há três tipos querosene para motores a jato no mundo, dentre eles Jet A, Jet A-1 e Jet-B

JET A

O Jet A, tem seu ponto de congelamento de -40°C e só é disponível em alguns aeroportos canadense e em alguns aeroportos americanos.

JET A-1

O Jet A-1 ou QAV-1 (Brasil) é um derivado de petróleo utilizados em motores movidos a turbina. O ponto de congelamento dele é de -47°C e é comum em praticamente todos os aeroportos no mundo.

JET B

O Jet B é um querosene mais volátil e com o ponto de congelamento bem menor que o Jet A e Jet A-1, é utilizado em regiões extremamente frias. É composto por hidrocarbonetos de 5 a 15 átomos de carbono por molécula, praticamente é a mesma coisa que fazer a mistura de querosene com gasolina comum.

 

Curiosidade

Você sabia que a água é um grande inimigo do querosene? Pois então, a presença de água junto ao querosene pode causar o congelamento entupindo o os filtros de combustíveis, por esse motivo praticamente todas as aeronaves comerciais e jatos executivos tem um trocador de calor lubrificante-combustível, para evitar esse acumulo de água prevenindo que os motores possam se apagar em voo.

Foto: Jetphotos.com

DEIXE UMA RESPOSTA