A companhia aérea grega Aegean Airlines decidiu no último dia 15 de janeiro suspender seus voos para Beirute, no Líbano. O motivo é que a companhia descobriu recentemente que uma de suas aeronaves estava com danos na fuselagem, após pousar Aeroporto Internacional de Beirute-Rafic Hariri.

O incidente aconteceu em 10 de janeiro deste ano, e os danos se assemelham a um tiro na parte traseira da fuselagem, de acordo com algumas fontes. Ali Hamie, o ministro libanês de Obras Públicas e Transportes, negou que tiros tenham sido a causa dos danos.

Em 15 de janeiro de 2022, o ministro compartilhou em sua conta oficial no Twitter uma carta  que havia sido trocada entre autoridades libanesas. 

Continua depois do anúncio

A carta sugeria que as autoridades haviam encontrado um buraco na janela traseira esquerda do cockpit. Mas uma vez que o buraco foi examinado, as autoridades determinaram que os danos na fuselagem externa da aeronave não foram causados ​​por uma bala. 

“As fotos do buraco e do portão também foram enviadas pelo CEO do Fórum Mundial de Aviação (WAF) em Washington DC para as organizações apropriadas que confirmaram que o buraco não é resultado de uma bala, nem do portão 15 do aeroporto. Provavelmente foi causado por equipamentos de solo antes da chegada da aeronave a Beirute”, disse uma carta do Governo Libanês.

De qualquer forma, a companhia decidiu manter os seus voos suspensos, até a conclusão de uma investigação sobre o caso. A Αegean disse que notificou as autoridades gregas e as autoridades aeroportuárias de Beirute e espera dar uma atualização sobre a retomada dos voos para Beirute nas próximas semanas.

Continua depois do anúncio

 

Casos em outros países, no caso, Brasil

LATAM Boeing 767-300ER
Foto – LATAM/Rodrigo Cozzato

Em 2017 a ANAC iniciou uma investigação para apurar como um Boeing 767-300ER de matrícula PT-MSY da LATAM foi atingida por um projétil enquanto cumpria o voo de Barcelona, na Espanha, para Guarulhos, em São Paulo.

Um projétil de calibre 7.62 foi encontrado próximo ao bordo de ataque da aeronave, especificamente no slat da asa esquerda. 

Continua depois do anúncio

“A aeronave foi para manutenção programada no dia 15 e foi lá que a marca do tiro foi descoberta”, afirmou a assessoria de imprensa da LATAM na época. O avião precisou passar por reparos no centro de manutenção em São Carlos (SP).

Até o momento não foi possível identificar em qual cidade a aeronave foi atingida pelo tiro, visto que este foi descoberto durante um procedimento de manutenção. 

 

Continua depois do anúncio