Companhias aéreas americanas se movimentam para reativar o 737 MAX

Foto: United Airlines

As expectativas agora estão voltadas para quando será a retomada de voos do 737 MAX pelas companhias aéreas especialmente americanas. Em meio a nova programação, as companhias aéreas precisam reativar um por um, realizar vários testes e ainda implementar as alterações definidas pela FAA.

Entre as americanas, a Southwest é a maior operadora do 737 MAX com 34 aeronaves, seguida pela American Airlines com 24 e a United Airlines com 14. Hoje pela manhã, Edward Russell do portal The Points Guy relatou que a United previa colocar o Boeing 737 MAX 9 a partir do primeiro trimestre de 2021.

Através de um porta-voz, a United disse que ainda não há uma previsão de retorno para as operações com o 737 MAX. A companhia ainda está avaliando e trabalhando com as autoridades para avaliar a volta as aeronaves.

 Por outro lado, a American Airlines será a primeira companhia a retomar voos com o modelo. Em uma carta enviada aos funcionários, a direção da empresa está lidando com o retorno do 737 MAX por meio de fases. 

Boeing 737 MAX American Airlines
Foto – American Airlines/Handout via REUTERS

“Começaremos com voos não comerciais no início de dezembro, antes da data oficial de retorno ao serviço, para demonstrar que o 737 MAX é tão seguro quanto qualquer avião que voamos na American.”

“Em 29 de dezembro ‌, retomaremos o serviço regular com dois voos por dia – ou uma viagem de ida e volta de Miami a La Guardia – até 4 de janeiro. Depois disso, esperamos gradualmente colocar mais aeronaves 737 MAX em serviço comercial ao longo de janeiro, com até para 36 partidas de nosso hub de Miami, dependendo do dia da semana.”

Boeing 737 MAX
Foto – Divulgação

Já a Southwest através de seu vice-presidente sênior de operações, Alan Kasher, estima um retorno de 3 a 4 meses. 


“(O) retorno ao serviço deve acontecer não antes do segundo trimestre do próximo ano. Isso só pode acontecer, é claro, depois de instalar e testar as atualizações de software, conduzir verificações de manutenção completas, operar vários voos de prontidão com cada MAX, e isso muito antes de nossos clientes embarcarem nessas aeronaves.”

Ainda segundo o comunicado, a Southwest reforçou que o 737 MAX não tem rotas especificas na empresa. As aeronaves seguem o trilho feito pelo sistema aleatoriamente como os outros 737 NG.

“Certamente vamos querer chegar mais perto dos dias de viagem para confirmar o tipo de aeronave programada para operar o vôo específico. E certamente não queremos surpreender as pessoas no portão ou a bordo se preferirem não voar no MAX. ”

Foto – Divulgação/Alaska

A Alaska Airlines mantem o otimismo sobre o retorno das aeronaves as operações, a empresa quer colocar os aviões em operação em 2021. A companhia recentemente acordou um leasing de mais de 13 aeronaves 737 MAX 9 e a venda de 10 Airbus A320 para a Air Lease Corporation.

“Nossa primeira aeronave, um modelo MAX 9, está programada para entrega no início de 2021 e começará o serviço de passageiros em março de 2021.

“Temos grandes expectativas e confiança de que a Boeing fez as mudanças e melhorias necessárias no 737 MAX e que, com essas atualizações, o MAX atenderá aos altos padrões de segurança que esperamos.”

DEIXE UMA RESPOSTA