Foto - Nick Morrish/British Airways

As companhias aéreas estão voando muitas vezes com voos vazios somente para manterem os slots, enquanto a aviação comercial em nível global está sofrendo os impactos com o surto do coronavírus. 

De acordo com as regras europeias, as companhias podem perder seus direitos de decolagem e pouso (slots), caso deixe de realizar voos. 

Para tentar resolver a situação, a Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA na sigla em inglês), está agindo para que tais regras sejam revistas pelas autoridades europeias de aviação, afim de que o setor aeronáutico não sofra mais impactos por causa do Coronavírus.

Foto por – Nicolas Economou/via Getty Images

As regras da Europa dizem que as companhias que operam fora do continente devem manter 80% das suas taxas de slots para garantirem as operações. E com essa regras algumas companhias estão voando seus aviões vazios para garantirem suas operações no futuro.

Na semana passada o secretário de Transportes do Reino Unido, Grant Shapps fez um post em seu Twitter pedindo à Airport Coordination Limited (ACL), que faz a administração dos slots no Reino Unido que suspenda as regras durante esse período de expansão do novo vírus.

A Airport Coordination Limited (ACL) já suspendeu as regras para os voo de e para Hong Kong e China, mas as mesmas continuam para os demais voos e isso está sendo um motivo de preocupação e impacto negativo para as companhias aéreas.

A IATA fez um levantamento e segundo eles nesta época de surto do coronavírus as perdas das companhias aéreas em todo o mundo podem chegar a US$ 113 bilhões.


 

DEIXE UMA RESPOSTA