A Compass Airlines, que opera rotas regionais para a American Airlines como American Eagle, com base no hub de Los Angeles, vai encerrar completamente as suas operações no dia 07 de abril, a segunda companhia aérea regional dos EUA a ser vítima do coronavírus, de acordo com uma carta que os funcionários dizem ter recebido.

A companhia aérea, de propriedade da Trans States Holdings, não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Na terça-feira, a Trans States anunciou que outra de suas subsidiárias, a Trans States Airlines, uma transportadora regional da United Airlines, também encerrará suas operações em 1º de abril.

“A demanda diminuiu a ponto de a American tomar a decisão de remover a grande maioria dos voos da American Eagle em Los Angeles a partir de 7 de abril, o que eliminará efetivamente todos os nossos voos restantes com o início do cronograma de 7 de abril”, executivo-chefe Rick Leach escreve em um memorando para os funcionários da Compass vazado em 19 de março.

A Compass opera 20 aeronaves Embraer E175 para a American Eagle, em voos regionais.

“Toda a nossa capacidade restante será completamente cortada por um período indeterminado e nossas outras oportunidades, uma vez viáveis, foram apresentadas no futuro próximo, devido ao grande impacto dessa crise”, escreve Leach. “Simplesmente não podemos manter uma infraestrutura no local sem garantias, nem clareza de voos adicionais para apoiá-la.”

A Compass, que tem sede em Indianópolis, havia planejado parar de voar para a Delta Air Lines (como Delta Connection) no final do primeiro trimestre de 2020.


Ainda não afetada pelos fechamentos da Compass e da Trans States, é a terceira subsidiária, a GoJet Airlines, que opera com CRJ550 da Bombardier para a United Airlines.

 

DEIXE UMA RESPOSTA