Arte caça projetado pela Boeing F-15EX, que irá integrar a USAF juntamente com caças como os F-35A,F-22 Raptor e F-16 Falcon. Foto: Boeing

A U.s Air Force pode substituir seus caças F-15E pelos novos F-15EX e isso poderia significar uma economia para a força aérea, economia essa estimada em até US$ 3 bilhões em custos de construção e suporte militar, publicou o site Air Force Magazine.

A atual frota de caças F-15E soma cerca de 218 aeronaves, com a chegada da nova versão do F-15 os EUA poderia ter uma frota de 400 caças.

O primeiro contrato envolvendo caças F-15EX tem um custo estimado em US $ 22,9 bilhões.

Hoje a USAF tem 234 F-15C /D, além dos 218 F-15E, a lógica da economia está na compra dos F-15EX que cumpre um papel multifuncional, combate ar-solo, ar-mar e ar-ar.

Contudo, o F-15EX também significa uma economia em custo de operações em relação a outro caça, o furtivo F-35A, que tem um elevado custo operacional.

Arte do F-15X da Boeing Foto: Boeing

Todavia, os EUA ainda podem faturar bastante com o F-15EX com vendas estrangeiras do caça, é o caso da Arábia Saudita que está em negociação pra compra do caça e do Catar, que inclusive já tem sua primeira aeronave em testes.

“De fato, a USAF estima que a atualização da frota de F-15C / D com F-15EXs economizará US $ 3 bilhões em relação ao FYDP [Programa de Defesa dos Anos Futuros] em comparação com a substituição da frota por F-35s, evitando custos de transição significativos”, afirma a USAF.


Contudo, a USAF segue com seus planos de substituição futuras, com os F-35A ficando no lugar dos A-10 e F-16 e os F-22 Raptor no lugar dos F-15C/D e F-15E. Com a chegada da nova versão do Eagle o poder aéreo dos EUA será ainda mais ampliado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA