Itapemirim

Bem vindo ao resumo semanal de notícias do Portal Aeroflap. Aqui listamos para o nosso público os 10 assuntos principais da aviação nos últimos 7 dias, bem como nossos melhores artigos da semana.

Para essa postagem consideramos as matérias publicadas entre o período de 24 a 30 de abril, exatamente sete dias, e descontando o dia anterior ao de publicação do resumo, que é sempre aos domingos aqui no Portal Aeroflap.

Vamos começar com os principais assuntos?

 

  1. Itapemirim ganha o Certificado de Operador Aéreo da ANAC

Uma das grandes novidades dessa semana foi sem dúvidas a emissão do Certificado de Operador Aéreo para a Itapemirim, a mais nova companhia do país.

A divulgação oficial foi realizada na noite de quarta-feira (28), no entanto o documento só foi emitido pela ANAC na última sexta-feira (30).

A certificação mostra que a Itapemirim segue os regulamentos da ANAC, cumprindo as normas, padrões e regulamentos da agência para operar voos regulares. Este também é um atestado da segurança das operações da empresa.

A companhia ainda precisa ganhar uma concessão da Outorga de exploração de serviços aéreos para iniciar os seus voos, bem como solicitar rotas para a ANAC. Este documento deverá ser emitido nos próximos dias, de acordo com uma nota da empresa ao Portal Aeroflap.

Para que uma empresa brasileira possa explorar serviços aéreos públicos, esta depende sempre de prévia concessão, quando se tratar de transporte aéreo regular, ou de autorização no caso de transporte aéreo não-regular ou de serviços aéreos especializados.

Veja mais Clicando Aqui.

 

2. Aeroporto de Maringá vai ganhar expansão do Terminal de Passageiros

Em mais um investimento na Aviação Regional, o Aeroporto de Maringá vai ganhar em breve um terminal com o dobro do tamanho, bem como três pontes de embarque fixas.

A expansão é um acordo firmado da Infraero com a a empresa Terminais Aéreos de Maringá – SBMG S/A.

Projeto contempla três pontes de embarque fixas.

O projeto do novo Terminal terá aproximadamente 8 mil metros quadrados, o dobro do tamanho do atual. O prazo de execução dos serviços é de 180 dias corridos, contados a partir do recebimento da Ordem de Serviço pela Infraero.

 

3. O Interior de luxo para o Boeing 777X, o maior avião de único andar do mundo

Boeing 777X BBJ Luxo Executivo
Imagem: Greenpoint Technologies

O Boeing 777X ainda está em fase de testes, mesmo assim, o avião já ganhou um conceito de interior VIP, para aqueles ricos que precisam de muito espaço em seu jato pessoal, ou até mesmo para o transporte de presidentes.

O conceito aproveita o grande tamanho do 777X para criar um interior que mescla apartamento de luxo com escritório. Podemos ver até mesmo um hall de entrada na aeronave.

O interior é uma parceria da Boeing com a Greenpoint, para adicionar mais um avião VIP em sua carteira de aeronaves da Boeing Business Jet (BBJ).

Conheça o Projeto ‘Lotus’ para o 777X Clicando Aqui.

 

4. Airbus foi a única fabricante a lucrar no 1º trimestre

Todas as fabricantes já divulgaram os seus dados sobre as operações no 1º trimestre.

A Boeing apresentou uma recuperação no número de entregas, com a retomada do 737 MAX, mas ainda apresenta prejuízo.

Já a Embraer conseguiu atingir o mesmo número de entregas de antes da crise, do primeiro trimestre de 2019. Além disso, a fabricante brasileira teve um prejuízo bem menor no 1º trimestre, na comparação com o mesmo período de 2020, e um aumento de 55% na receita.

Já a Airbus foi a única companhia aérea a lucrar no 1 trimestre, apresentando um resultado positivo em € 362 milhões, ante um prejuízo líquido no 1º trimestre de 2020 de € -481 milhões.

Você pode conferir mais detalhes da Airbus Clicando Aqui.

 

5. Avião com maior asa do mundo volta a fazer voos

O Stratolaunch voltou a realizar voos nesta semana, após um longo período em solo e fora de uso. A aeronave tem a maior asa do mundo, com 117 metros de comprimento, e foi criada especificamente para ser um lançador de foguetes em voo.

O avião de seis motores voou por aproximadamente três horas acima do deserto de Mojave, na Califórnia, decolando a partir do Mojave Air and Space Port, e realizando várias passagens baixas pelo local.

Veja os vídeos desse voo Clicando Aqui.

 

6. Dois Airbus A320 estão voltando para a LATAM Brasil

Nesta última sexta-feira (30) a LATAM Brasil recebeu dois aviões na sua frota. Os mesmos estavam cumprindo um contrato de sub-leasing na companhia aérea alemã Sundair.

Com a devolução das aeronaves pela Sundair, estas voltam a compor a frota da LATAM Brasil. 

Airbus A320 LATAM

As aeronaves de matrícula PR-MYN e MYO, pertencem a LATAM, são aeronaves encomendadas originalmente pela TAM Linhas Aéreas. As duas aeronaves chegaram em 2011, quando a empresa brasileira estava no começo do processo de unificação com a LAN Airlines.

Não há garantias de que esses aviões retornem diretamente para a malha da LATAM, visto que atualmente a companhia mantém diversos aviões parados devido ao momento de baixa demanda.

 

7. LATAM devolve o primeiro Airbus A350 dos restantes na frota

Há algumas semanas a LATAM divulgou que estaria devolvendo o Airbus A350, que opera na sua frota desde 2015, quando a fabricante entregou o primeiro avião para a companhia.

E nesta semana a LATAM começou novamente a retirar o A350 da sua frota, visto que anteriormente devolveu as aeronaves de matrículas PR-XTA e -XTB ainda em 2020.

LATAM
PR-XTH decolando de Guarulhos em 2019, cumprindo um voo comercial pela LATAM Brasil.

A aeronave de matrícula PR-XTH decolou no último dia 25 de abril, por volta das 23h15, do Aeroporto Internacional de São Paulo com destino a Tarbes, na França. No local o avião será estocado, e aguardará uma outra companhia interessada.

Ao todo, a companhia registrou em seu nome cerca de 16 aviões A350-900XWB ao longo dos últimos quase seis anos.

 

8. Embraer ganha encomenda para 30 aviões E195-E2

Embraer E195-E2
Foto – Embraer/Reprodução

A Embraer declarou que em 23 de abril, a empresa assinou um pedido firme de 30 jatos E195-E2 com um cliente não divulgado. As 30 aeronaves serão incluídas na carteira de pedidos (backlog) do 2T21, com as entregas começando em 2022.

O cliente, no entanto, não será revelado até a própria empresa divulgar novos dados dessa encomenda. Atualmente a Azul e a KLM são as únicas companhias com grandes encomendas para o E195-E2.

Agora a fabricante brasileira tem 302 pedidos firmes que ainda serão entregues para aviões da família E-Jet. São 134 pedidos firmes ativos somente para o E195-E2, sendo que a Embraer já entregou 19 aviões deste modelo.

 

9. Irmãos Constantino injetam R$ 270 milhões na GOL

Presidente da GOL, Paulo Kakinoff, e Constantino de Oliveira Júnior, um dos fundadores da GOL, durante a apresentação do 737 MAX.

Nesta semana a GOL divulgou um aumento de capital através da multiplicação do número de ações da companhia aérea. 

O aumento de capital é de até aproximadamente R$ 512 milhões, deste valor ocorrerá um aumento imediato mediante ao aporte de R$ 270 milhões dos irmãos Constantino na empresa.

No aumento a GOL considerou o preço de R$ 24,19, que se baseia em o preço do fechamento da última quarta-feira e representa um prêmio de 9,13% sobre o preço médio ponderado pelo volume de 30 dias das ações preferenciais da GOL.

Sem dúvidas o aporte fortalece a companhia em um momento de recuperação do mercado doméstico de aviação.

 

10. Governo anunciou as primeiras empresas que vão operar no Centro Espacial de Alcântara

Nesta semana o Governo Federal, em conjunto com a Força Aérea Brasileira, anunciou as primeiras empresas selecionadas em edital para operar no Centro Espacial de Alcântara, no Maranhão, considerado um dos melhores locais do mundo para o lançamento de foguetes em órbita equatorial.

Centro de Lançamento de Alcântara (CLA)

São quatro as empresas selecionadas, cada uma responsável por operar uma unidade do CEA.

  • A Hyperion, dos Estados Unidos (EUA), vai operar o sistema de plataforma VLS.
  • A Orion Ast, também norte-americana, ficará responsável por atuar no lançador suborbital.
  • A canadense C6 Launch foi escolhida para operar a Área do Perfilador, que também é um ponto de lançamento.
  • A Virgin Orbit, outra empresa dos EUA, atuará no aeroporto de Alcântara, que faz parte da base.

A expectativa é que as primeiras operações de lançamento tenham início em 2022.

Um outro edital, lançado no último dia 16 de abril, vai selecionar empresas para atuar na Área 4 do Centro Espacial.

Em 2019, o Brasil e os Estados Unidos firmaram um Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST). Por meio desse acordo, o país tem a possibilidade de lançar foguetes e espaçonaves, nacionais ou estrangeiras, que contenham partes tecnológicas norte-americanas.

 

Artigos

Nesta semana publicamos dois artigos que até agora são destaque entre o nosso público.

O primeiro que citamos é sobre a história do MD-11 na LATAM, em seguida de um artigo com os 10 aeroportos mais movimentados do Brasil.

  • A História do MD-11 na TAM Brasil, e onde estão essas aeronaves atualmente

Para conferir esse artigo Clique Aqui.

ATR 42 PT-MFE
Foto: Angelo Madson
  • Um avião, seis empresas: O ATR 42 que já foi registrado por seis companhias aéreas no Brasil

Para conferir esse artigo Clique Aqui.

 

Vídeos

Nesta semana lançamos dois vídeos em nosso canal do Youtube.

O primeiro, lançado na terça, abordamos um pouco sobre a história do A350 na LATAM. Veja abaixo:

O segundo, lançado ontem, abordamos sobre as companhias que ainda operam levando passageiros no Airbus A300 e A310. Veja abaixo:

 

Textos por: Pedro Viana, Gabriel Melo e Gabriel Centeno.