Bem vindo ao resumo semanal de notícias do Portal Aeroflap. Aqui listamos para o nosso público os 10 assuntos principais da aviação nos últimos 7 dias, bem como nossos melhores artigos da semana.

Para essa postagem consideramos as matérias publicadas entre o período de 17 a 23 de abril, exatamente sete dias, e descontando o dia anterior ao de publicação do resumo, que será sempre aos domingos aqui no Portal Aeroflap.

Vamos começar com os principais assuntos?

 

  1. Interior do primeiro Airbus A320 da Itapemirim

Nesta semana o Aeroporto RIOgaleão, o maior do Rio de Janeiro, publicou em suas redes sociais como está equipado internamente o primeiro Airbus A320 da Itapemirim Transportes Aéreos, de matrícula PS-SPJ.

Como podemos ver no vídeo abaixo, a nova companhia está com um interior equipado com assentos superslim, como utilizados por algumas empresas atualmente, e sem regulagem do apoio de cabeça, como encontramos em aviões da GOL e da Azul. Esse é o mesmo interior utilizado anteriormente pela Vueling.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por RIOgaleão (@riogaleao)

Não há um sistema de entretenimento individual nos assentos, e a Itapemirim também não divulgou se vai oferecer um sistema on-demand via wi-fi, como na GOL, LATAM e na Azul.

A companhia pode optar por alterar o interior da sua primeira aeronave antes do início das operações.

Confira a matéria original Clicando Aqui.

 

2. Learjet 35 saiu da pista no Aeroporto da Pampulha

Um jato executivo Learjet 35, de matrícula PR-MLA, ultrapassou os limites de pista durante um pouso no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, na tarde da última terça-feira (20/04).

De acordo com relatos de pessoas que trabalham no local, a aeronave estava realizando um TGL, uma manobra de arremetida com toque na pista. É comum os pilotos cumprirem essa manobra durante treinamentos, bem como em testes após a manutenção de uma aeronave, como no caso deste Learjet.

Como podemos ver pelas fotos acima, a aeronave ficou bastante danificada, a parte traseira praticamente se separou da fuselagem. Além disso, o avião danificou uma cerca do local.

Um áudio da torre de controle descreve que os pilotos tentaram se aproximar com uma pane no trem de pouso da aeronave.

Infelizmente o comandante do voo, conhecido como Avelar, faleceu no local. Ele estava preso nas ferragens junto com o outro piloto do avião, que foi encaminhado ao hospital com ferimentos graves.

Um terceiro ocupante também sofreu ferimentos, e foi encaminhado para um hospital da região.

Veja mais sobre esse assunto Clicando Aqui.

 

3. O MD-11 está de volta ao Brasil

A FedEx está novamente trazendo o MD-11 de volta ao Brasil, substituindo o Boeing 767F pelo seu avião trimotor em algumas operações entre Memphis e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Vale ressaltar que o avião faz uma escala em Porto Rico, antes de seguir até o Brasil. Confira as operações no vídeo abaixo do canal Viracopos Full HD:

A FedEx realizou a operação dos voos FDX045 e FDX046 com o MD-11 nos últimos dias 17, 23 e 24 de abril.

A entrada temporária do MD-11 amplia a capacidade da rota, acrescentando cerca de 30 toneladas a mais de capacidade de carga por trecho.

 

4. Avião da Segunda Guerra Mundial faz pouso no mar durante uma demonstração aérea

No último sábado, 17 de abril, um TBM Avenger fez um pouso forçado no mar após apresentar problemas mecânicos durante o show aéreo de Cocoa Beach, na Flórida.

Confira o pouso no vídeo abaixo:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Aeroflap (@aeroflap)

No Facebook, a organização do evento afirmou que o piloto, único ocupante da aeronave, foi resgatado imediatamente após o pouso por equipes que já estavam no local. 

O TBM Avenger era um avião torpedeiro fabricado pela General Motors, variante do TBF Avenger desenvolvido originalmente pela Grumman. O modelo foi extensivamente usado na Segunda Guerra Mundial, principalmente pela Marinha dos EUA, a bordo de seus vários porta-aviões. 

Entre 1960 e 1965 a Marinha do Brasil usou três TBM-3E Avenger como aeronaves de instrução estática no porta-aviões NAeL Minas Gerais.

 

5. Itapemirim terá voos entre Brasília e Maceió

O Governo do Estado de Alagoas divulgou nesta semana que fez uma reunião com executivos da Itapemirim, onde a nova companhia prometeu operar voos entre Brasília e Maceió em sua fase inicial, que operará com 10 aviões.

A Itapemirim será mais uma companhia aérea beneficiada com a redução do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o Querosene de Aviação (QAV), o que torna a operação no Estado mais barata, já que o combustível representa até 35% dos custos.

ITA Transportes Aéreos Itapemirim

Visando fomentar as vendas do trecho a ser implantado, o executivo estadual e a transportadora também irão investir, em parceria, em campanhas promocionais do Destino Alagoas nas mídias da empresa.

Detalhe importante, o governo anunciou a Itapemirim como uma companhia que utiliza o Airbus A320 de 185 assentos, mesma quantidade de assentos da Vueling.

 

6. American Airlines e Delta retomam serviço de bordo

A American e a Delta Airlines anunciaram na última semana que, com a vacinação avançando nos Estados Unidos, as companhias estão confiantes em retomar o serviço de bordo para os seus clientes.

A Delta foi a primeira. Desde o dia 14 de abril, a Delta voltou a oferecer bebidas e guloseimas a bordo em todos os seus voos, sem um serviço de bordo mais complexo.

A partir de 1º de maio, a American Airlines reintroduzirá o serviço completo de bebidas em todas as cabines premium domésticas. A partir de 1º de junho, o serviço de bebidas, incluindo bebidas enlatadas, suco e água, começará na cabine principal dos voos domésticos.

Mesmo assim, ambas as companhias continuam exigindo que os passageiros utilizem máscaras, quando não estiverem consumindo bebidas. 

 

7. Etihad anuncia retirada do Airbus A380 e Boeing 777-300ER

A Etihad está há anos enfrentando uma grave crise, seja pela má administração ao longo de um período ou por investimentos em companhias aéreas deficitárias.

E para tentar segurar os custos de operação, a companhia anunciou nesta semana que está retirando da sua frota dos importantes aviões: O Airbus A380 e o Boeing 777-300ER.

Airbus A380 Etihad Airways
Foto – Etihad/Reprodução

A Etihad já havia retirado de operação a versão -200ER, mantendo 19 aeronaves da versão -300ER para o transporte de passageiros. A companhia aérea possui ainda 5 modelos da versão cargueira, no qual não foi esclarecido se o mesmo vai ser mantido.

Já o Airbus A380 não consta mais no site da Etihad na parte em que sua frota é detalhada para quem acessa e busca informações sobre a empresa.

Airbus A350-1000 da Etihad.  Foto – Clement Alloing/ @CAlloing (Twitter)

A Etihad está buscando reduzir a sua frota para se adequar ao cenário de crise, a companhia está focada em manter uma operação mais simplificada com aviões mais novos e modernos como citou o Boeing 787 e o Airbus A350-1000.

A empresa possui 39 aeronaves 787 em sua frota e está esperando a chegada dos primeiros A350-1000.

 

8. IL-96 da Rússia foi interceptado por caças da Colômbia

Longe, bem longe da Rússia, um Ilyushin IL-76 utilizado pelo FSB (Serviço de Segurança Federal da Rússia) foi interceptado por caças IAI Kfir da Força Aérea Colombiana (FAC), depois que o mesmo entrou no espaço aéreo colombiano

O incidente ocorreu na última segunda-feira (19), e as autoridades colombianas afirmam que o avião não tinha registrado plano de voo na Colômbia.

Il-96-400VPU matrícula RA-96104 do FSB, interceptado na última segunda-feira. Foto: Anna Zvereva via Wikimedia. shorturl.at/gqzW1

Em comunicado, a FAC informou que o quadrimotor russo vinha de Moscou e tinha autorização de sobrevoo 0354/21, que estabelecia entrada no espaço aéreo colombiano pelas coordenadas 12 ‘ 28’41,46 ”W71º24’0,75” ao norte de La Guajira, fora do território continental, sobrevoando o oceano.

Ao detectar a aeronave russa adentrando o espaço aéreo fora das coordenadas estabelecidas, a defesa aérea colombiana acionou um par de caças Kfir para interceptar o Il-96, que foi conduzido para fora do espaço aéreo. 

Confira abaixo o vídeo da interceptação, divulgado pela própria FAC.

Segundo a Força Aérea, essa é a sexta vez que aeronaves russas são interceptadas em espaço aéreo colombiano. 

“Situações semelhantes ocorreram em 31 de agosto de 2019, 19 de abril de 2020 e 21 de julho de 2020; Lembrando ainda que, nos dias 30 de outubro e 1º de novembro de 2013, dois bombardeiros russos TU-160 violaram o espaço nacional, os quais foram interceptados por aeronaves KFIR.”

 

9. Caças da OTAN interceptam 5 aviões militares da Rússia – Com Vídeo

Nos últimos dias a OTAN distribuiu caças a partir de bases na Estônia, Lituânia e Polônia para rastrear e interceptar caças russos, bombardeiros e aeronaves de vigilância sobre o Mar Báltico.

A movimentação da OTAN parte de um grande exercício de treinamento que a Rússia está realizando nos últimos dias, contando até mesmo com bombardeiros utilizando mísseis de simulação de ataque.

Dois bombardeiros russos Tu-160 Blackjack, escoltados por caças Su-27 e Su-35, sobrevoavam o Mar Báltico vindos da Rússia continental, onde operavam com um avião russo A-50 Mainstay de controle, radar e alerta que também foi escoltado por caças.

Em resposta, o CAOC lançou caças alemão e italiano da missão de Policiamento Aéreo Báltico da OTAN na Estônia e Lituânia, respectivamente, e caças F-16 da Força Aérea Polonesa da Base Aérea de Poznan.

O centro de operações aéreas nacionais da Força Aérea Real Dinamarquesa enviou seus F-16 da Base Aérea de Skrydstrup para voar conjuntamente com a aeronave russa.

Os bombardeiros permaneceram no espaço aéreo internacional acima do Mar Báltico e retornaram à Rússia continental após cerca de três horas.

De qualquer forma essa movimentação gerou belíssimas imagens.

 

10. NASA registra dois avanços em Marte

Na mesma semana que lançou mais uma missão estadunidense para a Estação Espacial Internacional (ISS), transportando 4 astronautas, a NASA conseguiu dois avanços significativos em Marte.

Inegavelmente o primeiro voo em Marte foi o marco da semana. Com esse avanço a NASA poderá utilizar vários drones para acelerar a exploração de Marte.

A aeronave foi programada para fazer toda a missão sozinha, visto que a distância entre os dois planetas que causa o delay na comunicação inviabiliza qualquer comando em tempo real a partir da Terra.

No primeiro voo os dados do altímetro indicam que o Helicóptero Ingenuity subiu até sua altitude máxima prescrita de 10 pés (3 metros) e manteve a altitude de modo estável por 30 segundos. O voo teve um total de 39 segundos de duração. Os voos seguintes tiveram uma duração maior.

Foram três voos realizados até o momento desde o dia 19 de abril. É uma missão bastante complicada devido ao ar rarefeito de Marte, com apenas 1% da pressão do ar existente na Terra.

Também tivemos mais um avanço produzido pelo recém-chegado Rover Perseverance. Além do helicóptero que o rover transportou, a NASA também colocou outro equipamento no veículo, um 

De acordo com a NASA, esse avanço pode permitir que, no futuro, os foguetes sejam reabastecidos em Marte para retornarem até a Terra. A atmosfera do planeta vermelho é composta principalmente por Dióxido de Carbono (CO2), Nitrogênio (N2) e Argônio (Ar).

No entanto, há traços de oxigênio e metano na atmosfera de Marte. Com esses dois elementos é possível gerar a combustão necessária para a propulsão de um foguete. 

NASA Marte Rover Perseverance
Rover Perseverance. Foto cortesia da NASA / JPL-Caltech.

O foguete interplanetário Starship, da SpaceX, já foi pensado para utilizar uma solução de Metano Líquido (lCH4) e Oxigênio Líquido (lO2) para a propulsão.

Esses dispositivos também podem um dia fornecer ar respirável para os próprios astronautas, em uma espécie de estação marciana tripulada, no solo do planeta.

Você pode conferir mais sobre o MOXIE Clicando Aqui e sobre o helicóptero marciano Clicando Aqui.

 

Artigos

Nesta semana publicamos dois artigos que até agora são destaque entre o nosso público. Um foi da série de comemoração do Dia da Aviação de Caça, 22 de abril, onde nosso editor Gabriel Centeno explicou o armamento utilizado pelo F-5EM da Força Aérea Brasileira.

Outro artigo trabalha nos detalhes de uma possível versão cargueira do A350XWB, que está sendo bastante requisitada por várias companhias aéreas, incluindo a Qatar Airways.

 

Dia da aviação de caça – 22 de abril

F-5EM em testes com um MICLA-BR (Míssil de Cruzeiro de Longo Alcance). Foto: Rafael Luiz Canossa.

Para conferir esse artigo cheio de detalhes do F-5EM Clique Aqui.

 

Versão cargueira do Airbus A350

Foto: Lufthansa

A Airbus está querendo entrar na briga de vez pelo mercado de aeronaves cargueiras, e planeja investir bastante no A350 para atrair clientes. O modelo seria batizado de A350-950F e iria concorrer com a família 777 e 777X da Boeing. 

Veja este artigo Clicando Aqui.

 

Textos por: Pedro Viana, Gabriel Melo e Gabriel Centeno.