Confira os comentários sobre as notícias de aviação da semana com Ricardo Fenelon

Caros Amigos e Clientes,

No debriefing dessa semana comento os seguintes fatos sobre o setor de aviação:

1. Nova consulta pública da 6ª rodada de concessão de aeroportos

2. ANAC autoriza testes para entregas utilizando drones

3. ANAC avalia o retorno das operações do Boeing 737-8 MAX

4. AZUL divulga resultados e acordo com arrendadores

5. Aviação Executiva em tempos de pandemia


Clique no link abaixo para ler na íntegra e no formato original:

https://www.fenelon.law/post/debriefing-do-fenelon-4

 

Sobre Ricardo Fenelon

Ricardo Fenelon Junior é Advogado especialista em Aviação, Infraestrutura e Regulação.

Ex-Diretor da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC (2015-2019) e ex-Membro do Brasil no Comitê Jurídico da Organização de Aviação Civil Internacional – OACI (2017-2019).

Presidente do Instituto Brasileiro de Direito Aeronáutico – IBAER e Professor de Direito Aeronáutico e Regulação no Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP.

Mestre (LL.M.) em Direito Empresarial Internacional e Econômico pela Georgetown University, especialista em Direito Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas – FGV e especialista em Direito Processual Civil pelo Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP.

Possui certificado em Arbitragem e Resolução de Conflitos pelo Georgetown Law Center e diploma em Direito Aeronáutico Internacional pela International Air Transport Association – IATA.

Membro fundador da Comissão de Direito Aeronáutico do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

 

Ricardo Fenelon Júnior
Ricardo Fenelon Junior é Advogado especialista em Aviação, Infraestrutura e Regulação. Já foi Diretor da Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC (2015-2019) e Membro do Brasil no Comitê Jurídico da Organização de Aviação Civil Internacional - OACI (2017-2019). Atualmente é Presidente do Instituto Brasileiro de Direito Aeronáutico - IBAER e Professor de Direito Aeronáutico e Regulação no Instituto Brasiliense de Direito Público - IDP.

DEIXE UMA RESPOSTA