Aeromot Diamond
Foto - Diamond Aircraft/Via Aeromot

Em 1981 Wolf Hoffmann fundou a Diamond Aircraft, que era conhecida como Hoffmann Flugzeugbau. A empresa rapidamente estabeleceu a produção de sua primeira aeronave, um planador de motor conhecido inicialmente como HK36 Dimona. Esta aeronave provou ser um sucesso comercial, levando a modelos melhorados e outros tipos de aeronaves que derivam dela.

Após várias mudanças de propriedade e nomeação, a empresa recebeu o nome Diamond Aircraft Industries em 1998. Neste ponto, a Diamond estava produzindo uma série de aeronaves leves, incluindo o Dimona, o Diamond DA20 e o Diamond DA40 em desenvolvimento.

Em 2004 a Diamond introduziu seu primeiro avião multi-engined, o Diamond DA42 Twin Star. O Twin Star foi popular entre os operadores civis e governamentais. A demanda por este último modelo levou ao desenvolvimento do Dominator, um veículo aéreo não tripulado de longa duração (MALE) (UAV) utilizado para tarefas de vigilância aérea.

Em 2012 a Diamond fez o primeiro voo do DA62, uma aeronave propulsionada com dois motores Austro AE330 de quatro cilindros em linha, de combustão interna com 1991 cm³ de cilindrada e equipado com turbo-compressor. O motor pode ser abastecido tanto com querosene quanto diesel, no Brasil está homologado somente para querosene JET A-1. O diesel é o S-10, mas falta ainda mais testes.

Os números de consumo e custos de manutenção impressionam quem não conhece o DA62, isso é derivado da alta eficiência da aeronave. É possível cruzar a 178 kts de TAS consumindo apenas 44 litros por hora, de JET A1. Você gasta menos voando no DA-62 em comparação com outros monomotores, e até mesmo que alguns modelos de automóveis. 

A aviônica e os sistemas do avião são exemplares. Os controles digitais do motor de autoridade total (FADEC) significam que o motor automaticamente inicia em qualquer condição, há também controles de potência e proteção contra as excedências do motor, protegendo o mesmo de outros problemas. A série de aviônica Garmin G1000 inclui proteção de envelope de voo – Dubbed Electronic Stability and Protection (ESP).

De acordo com a Diamond, o DA62 pode voar com uma velocidade máxima de 379 km/h (cruzeiro de 325 km/h) e alcança 20000 pés de altitude (6000 metros). De tanques cheios, a aeronave pode realizar viagens de 2380 km, ou então permanecer voando por até nove horas e meia.

A estrutura da fuselagem da aeronave é toda construída em fibra de carbono e a parte inferior ainda é reforçada com kevlar, possuindo a segurança de um formula com proteção contra choques de até + 26G antes de qualquer deformação estrutural começar a ocorrer.

A fuselagem possui 7 assentos (em uma configuração de assento 2/3/2), com um peso máximo de decolagem (MTOW) de 2300 kg como variante padrão, em um conceito que é deliberadamente baseado em uma “mini-van aerotransportada”. Além disso, uma variante opcional vem com cinco assentos (em uma configuração de assento de 2/3), mas com um espaço maior de bagagem na parte traseira da cabine.

A linha de combustível, ao contrário de outros aviões, não usa tubulação de alumínio, que em caso de uma queda rompe fácil causando vazamento de combustível, o DA62 usa apenas linhas de combustível de alta pressão, trançadas em aço inoxidável flexível, que se move com a estrutura durante a deformação e tem uma resistência e força de ruptura muito superiores. Eles pesam e custam significativamente mais, porém a sua resistência para evitar vazamentos de combustível vale a pena.

Os tanques de combustíveis não ficam nas asas, eles são dois tanques em alumínios separados. Obviamente isso pesa e custa mais do que simplesmente preencher a estrutura da asa com combustível, mas é outro item de segurança que o avião fornece.

Todos esses itens fizeram o DA62 ganhar altos índices de segurança, e a Diamond é a única fabricante de aeronaves convencionais que efetua o Crash Test.

O DA62 não é pressurizado, mas tem um teto certificado de 20000 pés quando usado com o sistema de oxigênio pessoal.

A velocidade máxima é obtida a 14000 pés (melhor altitude de cruzeiro), com potência máxima contínua (95%) e velocidade do ar verdadeira (TAS) de 198 kts.

O alcance máximo é de 2380 quilômetros, com uma capacidade total de combustível (Jet A-1 ou similar) de 326L/85 USgal. A Diamond avançou seus planos para aumentar a capacidade de combustível do DA62 para 120 USgal usando um design de tanque completo na asa, ao contrário dos tanques de alumínio localizados dentro das asas.

O peso básico vazio do DA62 é de 1570 kg. O peso máximo de decolagem é de 2300 kg, o que significa uma carga paga de 730 kg.

Foto – Elisandro Souza

No Brasil a Aeromot é o Centro de Serviços Autorizado da Diamond, sendo também uma das responsáveis pelo desenvolvimento comercial e manutenção da aeronave.