As expressões comuns na aviação como ‘passageiros’, ‘reservas’, ‘localizador’, ‘bilhetes’ e ‘taxa de câmbio’ eram utilizadas por Henrique Constantino como codinome para negociar a troca de propinas para políticos.

Henrique Constantino apresentou as mensagens de celular que comprovam esses codinomes, trocadas com o operador do esquema financeiro, Lúcio Funaro.

“Outras vezes, eu mesmo fui questionado por Lúcio Funaro sobre os pagamentos, como pode ser comprovado pela troca de mensagens abaixo, na qual utilizamos termos como etc., como metáforas aos nomes das empresas que eram utilizadas à emissão de NF’s (notas fiscais) e aos pagamentos efetivos”, disse Constantino sobre as mensagens.

As metáforas apontavam também qual procedimento seria tomado por Lúcio Funaro, em relação ao pagamento de propina para políticos, além das empresas que o pagamento seria direcionado.

A foto acima é reverente às mensagens trocadas em 1º de agosto de 2013, época em que Constantino negociava com políticos do MDB (PMDB) um esquema de propina para aprovar a lei de abertura do setor aéreo ao capital estrangeiro.