COVID-19: Aeroporto de Brasília recebe certificação que reconhece medidas sanitárias adotadas

A Inframerica, concessionária do Aeroporto de Brasília, foi reconhecida internacionalmente por todo o seu esforço sanitário no combate a covid-19 no terminal aéreo.

O Conselho Internacional de Aeroportos (Airports Council International – ACI) credenciou o aeroporto brasiliense com a Airport Health Accreditation (AHA) certificação de boas práticas em medidas sanitárias.

A certificação comprova que a administradora implementou nos últimos meses os procedimentos sanitários necessários para atendimento do bem-estar de passageiros e funcionários. O programa reconhece também o trabalho feito pela concessionária na implementação de ações para restaurar a confiança nas viagens aéreas.  

Entre os aspectos avaliados estão a limpeza e desinfeção, sinalização de distanciamento físico, proteção de funcionários, comunicação e procedimentos com passageiros.

Para o vice-presidente da Inframerica, Juan Djedjeian, a conquista do credenciamento é um prêmio para todos os funcionários do Aeroporto de Brasília que se dedicaram e trabalharam incansavelmente todos os dias para que as pessoas que precisem viajar neste momento possam voar com tranquilidade.

“A certificação é um reconhecimento importante do nosso trabalho em um momento tão delicado que todos nós passamos. É a comprovação de que as medidas implementadas e os investimentos realizados estão de acordo com os mais altos padrões de higiene e prevenção”, conta.

O executivo ressalta também o apoio do Governo do Distrito Federal que no início da pandemia disponibilizou equipes dos Bombeiros Militares para aferir a temperatura dos passageiros, e o apoio do Comando Planalto das Forças Armadas, que desinfetou o terminal e treinou as equipes de limpeza e dos bombeiros civis da concessionária.


“Vamos continuar inovando e estudando novas tecnologias e formas para trazer ainda mais conforto para os nossos usuários, parceiros, funcionários e companhias aéreas”, declara Juan.

 

Ações realizadas

Foto: Felipe Menezes/Aeroporto de Brasília

Entre as diversas medidas sanitárias que a concessionária vem tomando estão a instalação de câmera para aferição de temperatura no embarque que, além de medir a febre, também verifica se o passageiro está usando ou não a máscara.

Já no desembarque, os bombeiros civis do aeródromo fazem a verificação da temperatura de todos os passageiros que chegam na capital federal. Os bombeiros também realizam a triagem na área internacional.

A administradora também demarcou com adesivos o distanciamento social em filas, portões, pontes de embarque e no raio-x. Entretanto, pede a colaboração de todos os passageiros no respeito as distancias físicas entre pessoas.

Também foram distribuídos pontos de álcool gel em todo o Aeroporto. Há dispensers fixados em paredes, balcão de informações e há ainda totens de álcool gel com acionamento por pedal. Lojistas também estão disponibilizando o produto para uso de clientes. Há avisos sonoros sendo transmitidos, assim como informações em monitores.

A limpeza também foi intensificada e todo o terminal recebe uma higienização com produtos altamente desinfetantes, os mesmos usados em UTIs hospitalares. 

Todos os profissionais da Inframerica que lidam diretamente com o público receberam novos EPIs, como máscaras, luvas e protetor facial, além de álcool gel.

 

DEIXE UMA RESPOSTA