Nella Amaszonas Bolívia

Agora já sob o controle da companhia brasileira Nella, a Amaszonas está sendo cobrada por credores referente à uma divida de R$ 97 milhões de reais. O ministro Édgar Montaño que é da pasta de Obras Públicas, Serviços e Habitação informou na última sexta que vai procurar o novo controlador da empresa boliviana, o executivo Mauricio Araújo de Oliveira para negociar a quitação das dívidas. 

Em entrevista, Édgar Montaño detalhou os valores que a Amaszonas ainda não quitou com o estado da Bolívia. Cerca de 11 milhões de Bs (Moeda local) são referentes à Autoridade de Telecomunicações, 8 milhões de Bs a Sabsa, empresa que administra os Aeroportos na Bolívia, 2,8 milhões de Bs aos serviços de navegação aérea e mais 106 milhões de Bs em impostos.

Ainda durante a entrevista, o ministro fez duras criticas à Mauricio por não buscar resolver a situação financeira da Amaszonas e pensar apenas em investimentos. 

“Fazendo um total até hoje de mais de 129 milhões de bolivianos e depois escrevo ao presidente executivo da Amaszonas, Sr. Mauricio Araújo de Oliveira que em vez de andar por aí indicando que vai investir novos recursos econômicos em nosso país, honre essas dívidas.”

“Aos novos proprietários da Amaszonas, no dia 12 de agosto (deste ano) minha pessoa como Ministro de Obras Públicas, Serviços e Habitação os lembrou (…) que a empresa devia recursos econômicos ao Estado boliviano. Recomeçamos com a notificação e com o processo correspondente”.

Édgar encerrou dizendo que toda a situação está sendo detalhada para toda a população afim de evitar que a empresa “não se vitimize e diga que o Governo foi o culpado. sua falência.”

 

Fonte: Portal Los Tiempos

DEIXE UMA RESPOSTA