A Frota de Aviação Civil no Brasil fecha o primeiro trimestre de 2018 com um total 22.029 aeronaves, apresentando um aumento de 0,23% em relação ao número de aeronaves de dezembro de 2017.

Este crescimento vai de acordo com as expectativas relativas ao desempenho da economia para esse ano. Segundo o Indicador IPEA de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), os investimentos no país apresentaram alta de 0,3% no primeiro trimestre, em comparação ao último trimestre de 2017. 

Nos segmentos de Aviação Civil, a Aviação Geral foi o que mais contribuiu para o crescimento da frota, com a adição de 47 unidades.

Considerando as aeronaves que entraram na frota no período analisado, as novas, ou seja, que foram fabricadas em 2018, totalizam 7 unidades. Já as aeronaves usadas, fabricadas antes de 2018, totalizam 84 unidades. 

No mesmo período, 40 aeronaves deixaram de integrar a frota, devido principalmente à comercialização das unidades para outros países. Já o restante das matrículas foram canceladas devido a perecimento, interdição ou acidentes.

Dessa forma, a Frota de Aviação Civil passou de 21.978 aeronaves em dezembro de 2017 para 22.029 em março de 2018, com um crescimento líquido de 51 unidades.

 

Via – Instituto Brasileiro de Aviação