F-35 Holanda Bulgária OTAN
Quatro caças F-35A foram desdobrados na Base Aérea Graf Ignatievo, onde ficarão até maio. Foto: OTAN/Divulgação.

A Força Aérea Real da Holanda (RNLAF) implantou quatro caças furtivos F-35A Lightning II na Base Aérea Graf Ignatievo, perto de Plovdiv, Bulgária. As aeronaves chegaram ao Leste Europeu no dia 06 de abril e permanecerão no país até maio, atuando com a Força Aérea Búlgara. 

O desdobramento dos caças foi autorizado pelo Governo Búlgaro com base na oferta da própria Holanda à OTAN. Segundo o Comando Aérea Aliado, o envio dos F-35 holandeses à Europa Oriental apoia a resposta coletiva da Aliança Militar à invasão ilegal da Ucrânia pela Rússia.

F-35 holanda
Caças F-35A da Holanda Foto: RNLAF.

Pela primeira vez, caças F-35 da Holanda são enviados para a Bulgária sob a missão aprimorada de policiamento aéreo, integrando-se às atividades de vigilância aprimoradas da Aliança no espaço aéreo de seus aliados orientais.

Os Aliados da OTAN decidiram iniciar esta missão defensiva em 2014, assegurando os membros no flanco oriental da Aliança após a anexação da Crimeia pela Rússia. Desde então, vários países da OTAN apoiaram a missão em parceria com a Força Aérea da Bulgária de forma rotativa.

Foto: OTAN.

O atual desdobramento da RNLAF integra-se ao revigoramento desta missão e fornece capacidades aéreas avançadas, ressaltando uma postura militar robusta e capaz de dissuadir e defender.

“Participar em conjunto com nossos colegas da Força Aérea Real da Holanda na implementação da missão de policiamento aéreo com caças F-35 e caças búlgaros MiG-29 é do interesse das capacidades dos países do flanco leste da OTAN, incluindo a República da Bulgária, para garantir a soberania aérea”, disse o comandante da Base Aérea Graf Ignatievo, general de brigada Nikolay Rusev. 

MiG-29 Bulgária
MiG-29 Fulcrum da Força Aérea Búlgara.

“No entanto, a contribuição de nossas atividades conjuntas é muito maior: trata-se de construir e fortalecer nossa confiança mútua como aliados da OTAN, contribui para a troca de experiência profissional e ajuda a expandir nossa capacidade de interação em caso de necessidade”, acrescentou o oficial.

“É importante que os Aliados da OTAN estejam juntos e estou orgulhoso de podermos trazer nossos F-35 para a Bulgária e apoiar nosso Aliado na salvaguarda do espaço aéreo búlgaro juntos”, disse o Tenente-Coronel Guido Schols, comandante do destacamento holandês de F-35 em Graf Ignatievo.

O Comandante da base de Graf Ignatievo, o General de Brigada Nikolay Rusev e o Comandante do Destacamento F-35 da Força Aérea Real Holandesa, Tenente Coronel Guido Schols, durante o evento de chegada à Bulgária. Foto: Força Aérea Real Holandesa.
A Força Aérea da Bulgária realizou em conjunto tarefas de policiamento aéreo da OTAN com a Força Aérea dos EUA em 2014 e 2016, a Força Aérea Italiana em 2017 e – mais recentemente – em 2022 com a Força Aérea Espanhola. 
 
Desde 2012 até os dias atuais, a Força Aérea da Bulgária realizou um número significativo de operações transfronteiriças com a Força Aérea Helênica e a Força Aérea Romena.