Air Force One
Air Force One sobre a New York- Foto Departamento de Estado

O ex-presidente Donald Trump já ofereceu carona ao líder norte-coreano, Kim Joung-un para leva-lo de volta Coreia do Norte, mas o líder asiático não aceitou o convite de voar no mais famoso avião presidencial do mundo.

Para entender mais essa inusitada história temos que lembrar que Trump eu seu governo teve algumas aproximações com o ditador Kim, inclusive já até cruzou a fronteira norte-coreana, tornando-se o primeiro presidente dos EUA pisar na Coreia do Norte.

A proposta de convite de Trump aconteceu em uma cúpula entre as nações em Hanói, Vietnã, em fevereiro de 2019.

Donald Trump e Kim Jong Un- REUTERS/Kevin Lamarque

Alguns assuntos da cúpula não saíram como o planejado, a começar pelo fraco em relação ao programa nuclear norte-coreano, que os EUA sempre manifestam sua posição contrário ao uso de armas nucleares pelo pequeno país comunista.

No entanto, mesmo com o fracasso de se chegar a um acordo satisfatório, Trump propôs que Kim Jong-un voltasse para casa no Air Force One, isso porque, o líder da Coreia do Norte foi ao Vietnã em seu trem presidencial e a viagem durou alguns dias.

“O presidente Trump ofereceu a Kim uma carona para casa no Força Aérea Um. O presidente sabia que Kim havia chegado em uma viagem de trem de vários dias pela China para Hanói”, disse à BBC, Matthew Pottinger, especialista asiático do Conselho de Segurança Nacional de Trump. ‘Posso levá-lo para casa em duas horas, se quiser.’ Kim recusou”, afirmou.

Trump e Kim Jong-Un na zona desmilitarizada entre as duas Coreias- Foto; KCNA via REUTERS/

Como Kim Jong-un não aceitou o convite nos cabe imaginar como seria a viagem do líder comunista em uma aeronave norte-americana, de alta segurança e conforto. Outro ponto marcante seria o pouso do Air Force One na capital norte-coreana de Pyongyang.

Futuro Air Force One:

Arte do novo Air Force One- Foto: Boeing

Caso algum dia Kim Jong-un outro chefe de estado aceite voar no AF1 é provável que o voo aconteça no novo Air Force One que está passando por modificações que incluem vários dispositivos de segurança.

Os novos aviões irão substituir os dois Boeing 747-200 que estão na missão VIP do governo desde os anos 90.

VC-25A Air Force One- Foto: USAF

No entanto, algumas coisas seguem indefinidas, uma delas é sobre a pintura do Air Force One que ainda está em aberto, isso devido ao então empossado presidente, Joe Biden, não ter se decidido sobre esse assunto.

Vale lembrar que o ex-presidente, Donald Trump, havia informado no ano passado o interesse por modificar a clássica pintura dos AF1 por um novo esquema de cores que remetem mais a bandeira dos EUA.