A Aula Inaugural do Curso de Preparação de Oficiais de Esquadrão (CPROE), ministrado no Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE), foi realizada nesta quinta-feira (14), pelo Comandante de Preparo, Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar. A abertura do curso ocorreu na última segunda-feira (11), com a presença do Comandante da Ala 10, Brigadeiro do Ar Marcelo Fornasiari Rivero, que deu as boas-vindas aos Aviadores da Turma Chronos, ingressos da Academia da Força Aérea (AFA), em 2020.

O CPROE é a primeira fase do Programa de Especialização Operacional (PESOP), realizado pela Ala 10, em Parnamirim (RN), com o objetivo de especializar os pilotos de combate da Força Aérea nas Aviações de Asas Rotativas, Caça, Transporte e IVR (Inteligência, Vigilância e Reconhecimento).

No encontro, o Comandante de Preparo apresentou aos estagiários o Grande Comando, responsável pela manutenção das capacidades e competências das equipagens que serão empregadas nas missões reais executadas pela FAB. Segundo ele, essa é uma importante oportunidade de dar as boas-vindas e inspirar os novos pilotos para a missão da Força Aérea. “Eles saíram da formação na Academia e agora começam a dar retorno para a Força com esse curso e, logicamente, com a formação posterior deles”, afirmou o Tenente-Brigadeiro Aguiar. 

Segundo o Oficial-General, a pandemia foi uma surpresa e trouxe grandes desafios para o preparo da Força em 2020, tornando necessário o replanejamento de todo o programa. “Conseguimos realizar tudo o que estava previsto em 2020 e, para esse ano, estamos mais bem planejados”, afirmou.

Além do Comandante de Preparo, o Chefe da Subchefia de Avaliação e Doutrina do COMPREP, Brigadeiro do Ar Sérgio Barros de Oliveira, e o Chefe da Divisão de Controle do Preparo do COMPREP, Tenente-Coronel Aviador Geancarlo Jandre, também ministraram palestras durante a aula inaugural. O Brigadeiro Sérgio apresentou a estratégia de distribuição dos Oficiais Aviadores nas Unidades Aéreas da FAB por todo o País e o Tenente-Coronel Geancarlo falou sobre o Poder Aéreo, apresentou a profissão de Oficial Aviador na FAB e como ela se insere na profissão militar, além da sua importância para a defesa nacional.

O Aspirante a Oficial Aviador Guilherme Lucas de Menezes Araújo é estagiário do PESOP e irá compor a Aviação de Transporte. Para ele, que participou das aulas de abertura e inaugural do CPROE, já é possível perceber que este é um ano bastante diferente para os egressos da AFA e que exigirá responsabilidade e dedicação. “Minha expectativa é que esse ano seja de grandes desafios e que com eles, consigamos aprender bastante”, revela o Aviador, que tem interesse em servir no 6º Esquadrão de Transporte Aéreo (6º ETA), sediado em Brasília (DF).

Preparação de Oficiais de Esquadrão

O CPROE visa capacitar os Oficiais Aviadores em início de carreira para assumirem as atribuições inerentes aos primeiros postos do oficialato, nas Unidades Aéreas. Para isso, o Curso utiliza metodologias ativas de ensino em 90% das 320 horas-aula ministradas durante 40 dias.

fab, mILITAR

Ao término do CPROE, os estagiários são distribuídos entre os três Esquadrões de Instrução da Ala 10 – Gavião, Joker e Rumba – para realizarem o Curso de Especialização Operacional na aviação para a qual foram designados. Após o PESOP, os aviadores serão declarados pilotos de combate e comporão os efetivos operacionais dos Esquadrões Aéreos da FAB em todo o País.

Fonte: FAB

Fotos: Soldado Daniel Silva / BANT

DEIXE UMA RESPOSTA