Cessna SkyCourrier

A Secretaria Estadual de Logística e Transportes, por meio do Departamento Aeroviário (DAESP), publicou nesta sexta-feira (09/08) o edital de chamamento para empresas que possuem aeronaves de pequeno porte e que queiram operar nos seus aeroportos do interior paulista.

A exigência é que as companhias tenham frotas com capacidade para transportar até 19 passageiros. A iniciativa tem o objetivo de estimular e ampliar o número de voos entre os municípios do interior, criando conexões e facilitando o desenvolvimento regional.

Segundo o DAESP, a medida não exige contrapartida do Governo na adequação dos aeroportos, que já estão aptos para receber aviões menores. Com isso, as empresas podem iniciar o planejamento de suas atividades assim que celebrarem o convênio com o Estado. De acordo com o edital, elas terão 90 dias para dar início às operações.

O modelo a ser adotado já é utilizado com sucesso em outros países, como os EUA, e em nada interfere no uso dos aeroportos por aviões maiores, pelo contrário, passa a ser um incentivo a mais.

“O plano para uso de aviões de pequeno porte é uma alternativa viável para acelerar a disponibilidade de voos para a população até que todos os aeroportos estejam aptos, com todas as adequações necessárias, para receber também as aeronaves maiores”, afirma secretário João Octaviano (Logística e Transportes).

A sessão pública de abertura dos envelopes será no dia 11 de setembro.

 

Desestatização

Além de melhorar a utilização dos seus 21 aeroportos, o DAESP realiza também estudos para definir o modelo mais eficiente de gestão e funcionamento – se privatização, concessão ou PPP.

A previsão é que os estudos de desestatização sejam finalizados em novembro. Executivos e técnicos da IOS Partners, consultoria internacional contratada para fazer este levantamento, e equipes do DAESP vistoriaram todos os aeroportos nos meses de junho e julho. Todo o processo de desestatização dos aeroportos estaduais será concluído no primeiro trimestre de 2020.

 

Via – DAESP