Beechcraft Denali
Foto: Beechcraft/Divulgação

Nesta sexta-feira (17/06) a Beechcraft realizou o voo inaugural do segundo Denali, que ficou no ar por duas horas, atingindo uma altitude de 15500 pés e velocidade de 240 nós.

O avião será utilizado no programa de certificação da aeronave, que tem como foco concorrer com aviões da Piper e Pilatus. Mais um avião será utilizado para os testes, disse a Textron Aviation, que controla a Beechcraft.

“Este voo é outro passo de vital importância para o programa Beechcraft Denali, pois a aeronave será usada principalmente para testar sistemas de aeronaves como aviônicos, controle ambiental de cabine e proteção contra gelo”, disse Chris Hearne, vice-presidente sênior de Engenharia e Programas. 

Quando disponibilizado no mercado o Denali equipado com o novo motor turboélice Catalyst da GE, diferente dos concorrentes, terá um alcance de aproximadamente 2600 km e velocidade de voo de 527 km/h (285 ktas).

O novo avião promete ser até 20% mais econômico, em comparação com outros aviões da Textron Aviation, além disso, será capaz de funcionar com bioquerosene. A fuselagem é feita totalmente em material composto, para diminuir o peso total da aeronave.

O cockpit apresenta o conjunto de aviônicos intuitivos Garmin G3000 com controles de alta resolução e tela sensível ao toque. O Denali também apresenta o autothrottle integrado aos aviônicos da Garmin, diminuindo a carga de trabalho para os pilotos.

O Beechcraft Denali terá uma velocidade média de 527 km/h quando em voo, e um alcance de 3000 km aproximadamente. Desta forma o avião poderá fazer voos de Los Angeles a Chicago, ou entre Londres e Moscou.

A aeronave complementará a linha da Beechcraft e até mesmo da Cessna, que oferece há anos o monomotor turboélice Grand Caravan e deu o start para o início deste projeto.