A ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) divulgou nesta quarta-feira (24/10) que a demanda por viagens aéreas cresceu 2,6% em setembro deste ano, para voos dentro do Brasil.

A comparação é com o mesmo período de 2017.

Neste mesmo período a oferta das companhias aéreas nacionais subiu 5,52%, o que resultou em uma queda da taxa de ocupação das aeronaves na ordem de 2,3 p.p., registrando 80,7% para os voos domésticos.

7,6 milhões de passageiros voaram através das seis companhias aéreas associadas da ABEAR, que respondem por quase 100% do tráfego de passageiros no Brasil. 

A Gol manteve a liderança no mercado doméstico no mês, com participação de 34,65%, seguida pela Latam, com 32,54%. A Azul ficou com 19,28% do market share doméstico no período, enquanto a Avianca obteve uma fatia de 13,53%.

 

Acumulado do ano

Agregados os resultados de janeiro a setembro de 2018, em comparação com o mesmo período de 2017, a aviação doméstica acumula aumento de demanda de 4,51%. Já a oferta teve crescimento de 4,88%. Essa relação entre oferta e demanda proporciona estabilidade do fator de aproveitamento, com leve retração de 0,29 ponto percentual, para 80,77%, ante os mesmos nove meses de 2017.


Já são 68,7 milhões de viagens domésticas realizadas no ano, um progresso de 3,70% sobre o ano anterior. Esta variação equivale a quase 2,4 milhões de passageiros transportados em voos domésticos a mais do que no ano passado.

Participação do mercado doméstico no acumulado de 2018:

GOL: 35,78%

LATAM: 31,85% 

AZUL: 18,70%

AVIANCA: 13,66%

 

Mercado Internacional

Foto – Marcos Junglas/Azul Media

A demanda por viagens internacionais nas empresas aéreas integrantes da ABEAR teve crescimento de 16,02% em setembro em comparação com igual mês de 2017. A oferta, por sua vez, teve alta mais expressiva, de 22,28%. Tal descompasso entre disponibilidade e ocupação de assentos levou a uma baixa de 4,38 pontos percentuais do fator de aproveitamento, que recuou a 81,16% no mês.

A quantidade de passageiros transportados nas operações entre o Brasil e o exterior aumentou 8,23% em setembro, somando 765,5 mil viajantes.

As estatísticas das associadas ABEAR abrangem atualmente cerca de 30% das operações aéreas internacionais envolvendo o Brasil. A parcela restante é detida por empresas de bandeira estrangeira. 

Participação do mercado internacional em setembro de 2018 (entre as empresas brasileiras):

LATAM – 69,01%

AZUL – 12,98% 

AVIANCA – 9,42%

GOL – 8,58%

 

Acumulado no ano

Nos oito meses do ano já compilados, a demanda internacional mostra crescimento de 15,68% na comparação com intervalo idêntico de 2017. A oferta tem expansão de 19,44% na mesma base. O fator de aproveitamento resultante, de 82,51%, fica 2,68 pontos percentuais abaixo ao do ano passado.

As aéreas brasileiras já embarcaram pelo menos 773 mil passageiros internacionais a mais do que em 2017 a este ponto, somando um total de 6,9 milhões de viagens realizadas no acumulado do ano (alta de 12,49%).

Participação do mercado internacional no acumulado de 2018:

LATAM – 68,71%

AZUL – 15,07% 

GOL – 9,25%

AVIANCA – 6,97%

 

Cargas

As estatísticas de carga incluem as operações das associadas AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM e LATAM CARGO.

Tais empresas transportaram 32,7 mil toneladas de carga no mercado doméstico em setembro (alta de 11,18% em relação ao mesmo mês do ano anterior) e 24,4 mil toneladas no mercado internacional (alta de 27,9%).

No acumulado de nove meses são 283,2 mil toneladas de carga transportadas em rotas domésticas (crescimento de 13,47% ante igual período de 2017) e 209,9 mil toneladas transportadas nas rotas internacionais (crescimento de 31,23%).

 

Via – ABEAR