Airbus A320neo da Lufthansa. Foto - Lufthansa

Apesar de 2019 ser um ano em que o grupo Lufthansa foi atormentado por várias greves, o grupo de companhias aéreas ainda conseguiu aumentar o número de passageiros que transportou no ano passado em 2,3%.

Em 2019, foram transportados 145 milhões de passageiros em todo o mundo. O grupo administrou 1,2 milhão de voos que não foram cancelados devido à greves, o que significa que a taxa de ocupação ficou em 82,5%, também comparando com 2018.

Embora a ação de greve em dezembro tenha resultado em cancelamentos de voos, a comparação entre dezembro de 2018 e dezembro de 2019 ainda é positiva para o grupo em geral. O grupo transportou 10 milhões de passageiros em dezembro do ano passado, uma queda de 0,3% em relação ao ano anterior, mas as vendas aumentaram 3,3% em relação a dezembro de 2018.

 

No entanto, a Lufthansa lutou um pouco quando se tratava de transporte de carga e frete. As vendas diminuíram 2,1% durante o ano e, embora a capacidade tenha sido maior em 2019, o fator de carga foi 5,3 pontos percentuais menor do que em 2018, com apenas 61,4% de ocupação da capacidade de transportar carga.

 

DEIXE UMA RESPOSTA