Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

EUA
C-17 da USAF- Foto: USAF

Cidadãos haitianos deportados dos EUA agrediram oficiais e pilotos norte-americanos em um dos voos que chegaram à Porto Príncipe. Segundo informações locais, cerca de três pessoas ficaram feridas durante os ataques. 

Os deportados avançaram contra os pilotos e oficiais do serviço de Imigração e Fiscalização da Alfândega dos EUA logo após um voo com diversos homens chegarem a cidade em outro voo. Os deportados invadiram ainda o voo que estavam com famílias a bordo.

Os pilotos agredidos são parte de uma companhia aérea contratada pelo governo dos EUA para realizar voos com pessoas deportadas do país. 

O Departamento de Segurança dos EUA disse através de um porta-voz:

“Na terça-feira, 21 de setembro, alguns migrantes adultos causaram duas interrupções na pista após o desembarque em Porto Príncipe, no Haiti. Oficiais de controle de multidões haitianas responderam a ambos os incidentes e resolveram as situações. O ICE respeita totalmente os direitos de todas as pessoas de expressar pacificamente suas opiniões, enquanto continua a desempenhar sua missão de fiscalização da imigração de acordo com nossas prioridades, lei federal e política da agência.”

Os voos de deportação de haitianos tem aumentado gradativamente após milhares se reuniram e avançaram a fronteira dos EUA. Somente na última terça-feira, pelo menos 1.000 pessoas foram deportadas, totalizando cerca de 4.000 deportados.

 

Fonte: NBC News

DEIXE UMA RESPOSTA