Deputados portugueses querem que a TAP volte a operar voos para a Venezuela

Deputados do PSD, o Partido Social Democrata de Portugal, solicitaram que a companhia TAP retomasse os voos entre Lisboa e Caracas (Venezuela).

De acordo com os deputados, a retomada deve ser para buscar portugueses retidos na Venezuela, que estão sendo afetados pela pandemia, enquanto o país natal se encaminha para sair da quarentena.

“A situação da comunidade portuguesa na Venezuela é dramática, do ponto de vista econômico, de segurança, agudizou-se com o problema da pandemia e a falta de combustíveis e é preciso que haja voos da TAP para aquele país”, disse à Lusa o deputado do PSD José Cesário, adiantando que esta foi uma questão debatida nesta última semana na reunião da Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas (CNECP).

Por enquanto a TAP não pode realizar voos para Caracas desde 17 de fevereiro devido a uma proibição imposta pelo Governo de Nicolás Maduro, e provavelmente o governo português deve recorrer às autoridades da União Europeia para conseguir uma autorização especial

“A comunidade portuguesa está a ser prejudicada pela interrupção unilateral dos voos TAP entre a Venezuela e Portugal, a qual perdura até hoje, agravada pelo encerramento das ligações aéreas do país com a Europa, Américas e outros países”, sublinham os deputados do PSD numa nota de conclusão da reunião de quarta-feira.

“Agora, além da crise política, social e econômica, a população está a sofrer com interrupções constantes no fornecimento de águaeletricidade e de gasolina”, alertou o PS sobre a situação da Venezuela e dos portugueses no país.

Antes de interromper os voos, a TAP era uma das poucas companhias aéreas da Europa que operava voos regulares para a Venezuela, após o país causar diversos problemas com diversas companhias aéreas, que preferiram cancelar os voos regulares.


 

DEIXE UMA RESPOSTA