Voar com a FAB é um sonho e curiosidade de muitos, e nossa equipe teve a oportunidade de acompanhar um exercício operacional da FAB. Fomos até CGR (Campo Grande) fazer a cobertura do EXOP Tápio 2020.

Check-in e preparo para o voo:

Nossa equipe chegou por volta das 5h15 de sexta-feira, dia 21 de agosto a ALA-1, em Brasília-DF para embarcar no voo até CGR.

Assim que chegamos ao SCOAM já apresentamos nossos documentos aos militares responsáveis. Durante esse processo inicial já foi medido o peso de cada membro de imprensa dos veículos convidados.

Após isso passamos pelos mesmos processos de segurança de um aeroporto antes de embarcar, que são a inspeção de bagagens com Raio-X e o detector de metais em cada um.

Feito esse processo aguardamos em uma sala a hora de embarcarmos na aeronave. 

Apresentação da tripulação:

Logo depois que todos os profissionais de imprensa se acomodaram na sala de embarque, a tripulação do C-97 (EMB-120 Brasília), se apresentou e detalhou algumas informações do voo, como tempo de voo, e o clima em Campo Grande, que por sinal estava bem frio, com temperaturas entre 6 a 9 graus.

Embarque no C-97:

Com a autorização para embarque, caminhamos pelo pátio da ALA 1 até o C-97 do Esquadrão Cobra de matrícula FAB 2006. Ao entrarmos na aeronave observamos a configuração 2X1 e notamos que nos assentos já tinham o serviço de bordo.


Decolagem, voo e pouso:

Dada a partida nos motores, prosseguimos para a cabeceira 11R do Aeroporto Internacional de Brasília.

O tempo de voo era de mais ou menos duas horas, então deu pra aproveitar bastante o voo no C-97, inclusive ir até a cabine de comando e observar de perto o trabalho dos pilotos.

O procedimento de pouso aconteceu sem maiores problemas, apesar do tempo fechado, frio e chuvoso na capital sul-mato-grossense 

Vídeo da decolagem de CGR e do pouso em BSB:

 

 Como é o C-97 da FAB:

Achei bem interessante o voo, analisando pela aeronave turboélice C-97, é bem bacana “poder sentir a aeronave”. A possibilidade de visitar a cabine durante o voo foi uma experiência bem legal.

Destaco aqui a presença do mecânico de voo que checa e anota tudo no livro de bordo da aeronave.

 

C-97 (EMB-120 Brasília)

Gisele Orquídea “Estava esperando há muito tempo a oportunidade de acompanhar um Exercício Operacional da FAB, relatou nossa parceira de equipe Gisele que regressou para Brasília no C-97. Gisele também detalha a experiência de poder conversar com a tripulção, visitar a cabine de comando em voo, a presença do comissário de bordo e do mecânico de voo.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA