Foto - USAF

(Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tomou nesta terça-feira (19/02) um passo necessário para que parlamentares deem início ao longo processo de criação de uma Força Espacial norte-americana, um novo braço das Forças Armadas dedicado a lidar com ameaças no espaço.

Trump assinou a Diretiva de Políticas Espaciais 4, que cria a base necessária para uma iniciativa legislativa que pode estabelecer a Força Espacial como um novo serviço militar comparável à Marinha dos EUA.

Em uma cerimônia de assinatura no Salão Oval, Trump disse que a Força Espacial é uma prioridade de segurança nacional.

O memorando orienta o Departamento de Defesa a “dispor seus recursos espaciais para deter e combater ameaças no espaço” através do estabelecimento da Força Espacial que faria parte da Força Aérea, de acordo com um esboço visto pela Reuters.

A criação da força espacial precisa ser aprovada no Congresso dos EUA para que tudo seja devidamente acertado.

A Força Espacial seria um braço armado das Forças Armadas e incluirá tanto funções de combate como de apoio ao combate para permitir rápidas e constantes operações espaciais ofensivas e defensivas”, de acordo com o memorando.