Foto - Embraer/David Branco

Nesta quarta-feira a Embraer apresentou fotos do novo E195-E2 realizando um teste para determinar a velocidade mínima de decolagem da aeronave, com peso total a bordo.

Essa é a velocidade mínima que um E195-E2 pode decolar com segurança, para isso eles avaliam as condições de tail strike da cauda no teste, é possível ver um dispositivo quadrado laranja, instalado somente para esse procedimento.

O Vmu ajuda a fabricante a determinar as velocidades críticas de decolagem, como a V1, Vr e V2, logo é de extrema importância para o cálculo de decolagem.

A cauda toca a pista e a velocidade é medida no momento em que o avião decola. O teste de Vmu para o E195-E2 foi realizado no mês passado nas instalações da Embraer em Gavião Peixoto. Esse teste é necessário para a certificação, o que está encaminhando para ser emitida no próximo ano.

A Embraer já tinha realizado esse teste no E190-E2, mas o E195-E2 tem um ponto mais crítico relativo ao Tail Strike, visto que o comprimento da fuselagem é bastante diferente em comparação com o irmão menor.

 
 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

The #E195E2 Vmu (minimum unstick speed) test was concluded last month. The test helps to determine critical takeoff speeds (V1, VR, V2) and distances.

Uma publicação compartilhada por Embraer (@embraer) em