EA-6B Prowler do VMAQ-2 e sua tripulação composta por quatro militares ( dois pilotos e dois operadores de armamentos). Foto: Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA.

O Museu do Ar e do Espaço do Instituto Smithsoniano, em Washington DC, terá mais uma aeronave que fez parte da aviação norte-americana e que ficará exposta, trata-se do bombardeiro estratégico e para guerra eletrônicas, EA-6B Prowler. 

A ida do EA-6B Prowler para o museu aeronáutico em Washington, está ligada diretamente na desativação do Esquadrão de Fuzileiros Navais voltado para Guerra Eletrônica Marinha Tático 2 (VMAQ-2), que foi desativado na semana passada. Com a desativação deste esquadrão, as aeronaves pertencentes, como o EA-6B Prowler, também foram desativadas.

EA-6B Prowler decolando da base aeronaval de Cherry Point. Foto: Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA.

A aeronave que foi exposta no museu decolou da base aeronaval de MCAS Cherry Point e seguiu rumo ao aeroporto de  Aeroporto Internacional de Dulles, onde se localiza o museu destinado ao bombardeiro.

O EA-6B Prowler foi introduzido no Marines Corps em 1971, mais de 170 aeronaves foram construídas antes do término da produção em 1991. A aeronave foi usada em combate na guerra do Vietnã.

O processo de aposentadoria do EA-6B Prowler começou em 2016 e foi acontecendo nos anos seguintes, finalizando agora com o Esquadrão VMAQ-2 neste ano.