EasyJet continuará avaliando oportunidades de empréstimos

(Reuters) – A companhia aérea britânica easyJet disse que continuará avaliando mais oportunidades de financiamento após levantar 266 milhões de dólares extras com venda e leaseback, ou relocação, de aeronaves, já que a pandemia continua prejudicando o setor e suas finanças.

A easyJet passou os últimos meses fortalecendo seu balanço patrimonial depois que a pandemia de Covid-19 paralisou as viagens. Embora os voos tenham sido retomados, a pandemia ainda está causando restrições com o Reino Unido adicionando a França à sua lista de quarentena na quinta-feira.

A companhia aérea disse nesta sexta-feira que levantou 608 milhões de libras (794 milhões de dólares) de um plano de venda e relocação de 23 aeronaves, no teto de sua previsão de receitas.

“A easyJet continuará revisando sua posição de liquidez regularmente e continuará avaliando quaisquer oportunidades de financiamento”, disse a companhia aérea em um comunicado.

A última transação de venda e relocação foi a de cinco aeronaves A321neo com a Jin Shan 37 Ireland Company, uma unidade da BOCOMM Leasing, em troca de 266 milhões de dólares em dinheiro, com as aeronaves em leasing até que atinjam cerca de 10 anos de idade.

O negócio marca a conclusão do plano de venda e relocação divulgado em maio, disse a easyJet.

 

DEIXE UMA RESPOSTA