EFW recebe certificação dos EUA para o Airbus A321 cargueiro

Foto - Benny Zheng

A Elbe Flugzeugwerke GmbH (PFE), a joint-venture de Engenharia ST e Airbus, anunciou hoje que recebeu a certificação da FAA para o novo A321ceo convertido em cargueiro. 

Anteriormente o A321 P2F ganhou a certificação da EASA, que é válida para países da União Europeia. Com a autorização dos EUA, o A321 pode operar pelas grandes empresas cargueiras no lugar do Boeing 757.

A conversão P2F dá capacidade para o A321 transportar 14 pallets de carga no deck principal, e mais 10 nos porões da aeronave. O peso máximo suportado pelo A321P2F é de 27,6 toneladas, nessa condição a autonomia máxima é de 3700 km, ideal para rotas de curta distância.

A conversão incorpora uma porta de carga principal extra grande, que é acionada hidraulicamente e trancada eletricamente. Além disso, o A321 P2F tem um piso reforçado, novos painéis de piso para operações de carga, com novo acabamento interno.

A cabine de comando foi reformulada, e une o cockpit com assentos e banheiro. O compartimento de carga é da classe E e está equipado com uma barreira rígida que suporta 9g, na separação do cockpit, com uma porta deslizante.

A companhia aérea australiana Qantas, que vai lançar o projeto, declarou que planeja iniciar em outubro de 2020 as suas operações com o Airbus A321P2F. Os voos serão realizados em parceria com a Australia Post, para realizar frete interno no país de base da companhia aérea.

 

DEIXE UMA RESPOSTA