Recentemente o Governo Indiano aceitou vender 100% da estatal Air India, como forma de salvar a companhia aérea das dívidas e da falência, e já tem duas companhias interessadas na compra: A Etihad Airways e a IndiGo Airlines.

A informação foi obtida inicialmente através do jornal Economic Times, que relatou conversas das duas companhias para comprar a estatal.

A IndiGo já opera na Índia, e se destaca pelo seus voos de baixo custo e a frota que cresce em regime exponencial, e já conta com 250 aeronaves.

Já a Etihad tem um histórico um pouco conturbado. Em crise financeira, a companhia busca lucratividade nas suas próprias operações, e abandonou diversas empresas a qual tinha participação acionária, muitas faliram e outras ainda se encontram em dificuldade financeira, como a Alitalia.

A Air India, que começou como Tata Airlines em 1932 e depois se tornou estatal, não obteve lucro desde sua fusão em 2007 com a operadora nacional estatal Indian Airlines. A companhia internacional está sobrecarregada com US$11 bilhões em dívidas, e não consegue nem mesmo renovar a sua frota, sofrendo uma alta concorrência das novas Low Costs.

A Air India voa para pelo menos 43 cidades em 31 países em todo o mundo, além de 55 cidades na Índia.