A Ryanair anunciou planos para deixar em solo a maior parte de sua frota de aeronaves na Europa, nos próximos 7 a 10 dias, devido à pandemia de Covid-19.

Em um comunicado, a Ryanair disse que a companhia aérea espera reduzir sua capacidade de assentos em até 80% e que não é possível descartar uma paralisação total da frota.

A Ryanair opera com uma frota de mais de 450 aeronaves da série Boeing 737-800, uma das maiores operadoras do modelo no mundo.

A companhia enfrenta uma grave crise já que maioria de seus voos são para países onde o surto do coronavírus esta se alastrando.

 

DEIXE UMA RESPOSTA