Jerome Cadier LATAM

O presidente da Latam Brasil, Jerome Cadier, concedeu recentemente uma entrevista ao Jornal O Globo, onde falou um pouco mais sobre a recuperação judicial da companhia aérea, e também da tentativa de diminuir os salários dos seus tripulantes.

De acordo com Cadier, atualmente a LATAM paga salários de 20 a 30% superiores em comparação com os concorrentes, o que pode inviabilizar a recuperação da companhia no futuro. Por este motivo, a aérea busca uma negociação no TST (Tribunal Superior do Trabalho), visto que as negociações com o SNA não obtiveram sucesso.

Jerome Cadier ainda ressaltou que a LATAM Brasil pode fazer demissões futuramente, se o acordo não for alcançado. Na entrevista Cadier falou até mesmo em fazer a companhia aérea “nascer de novo”, caso um acordo não for realizado.

Nos últimos meses citamos até mesmo uma possível movimentação que a LATAM poderia fazer seja para “terceirizar” os seus tripulantes, algo difícil de ser realizado, ou mesmo mover toda a operação para uma outra empresa, com novos contratos de trabalho.

“Entendemos que é uma situação desconfortável para o sindicato, até pelo pioneirismo da medida. Não é só o sindicato dos aeronautas que não quer aprovar, mas todos os sindicatos, que acham que é uma derrota. Por outro lado, derrota mesmo é não ter emprego, não ter negócio viável”, disse Jerome Cadier.

Além disso, com os diversos aportes financeiros, a retomada dos voos, e a reestruturação da aérea, a LATAM deve sair do Chapter 11 em meados de 2021, de acordo com Cadier.

Ele ainda aproveitou para elogiar o codeshare entre a LATAM e a Azul no Brasil, somente em voos domésticos, acrescentando que está melhorando as vendas de passagens aéreas para as duas companhias.

 

Veja a entrevista original em O Globo (Clique Aqui).

DEIXE UMA RESPOSTA