Embraer
Foto - Embraer

Em 2020 a Embraer criou a Yaborã Indústria Aeronáutica, uma subsidiária que gerenciava todo o negócio de aviação comercial da empresa brasileira. Na época a intenção da Embraer era facilitar a integração e venda das suas operações comerciais para a Boeing, mas o negócio não foi para frente.

A Yaborã Indústria Aeronáutica S.A. ficou com os bens, ativos líquidos, passivos, direitos e obrigações referentes à unidade de negócio de aviação comercial da Embraer.

E nos últimos dias a fabricante brasileira comunicou ao mercado financeiro que a Yaborã será reincorporada a partir de 1º de janeiro de 2022. Este procedimento será realizado através de uma cisão parcial, que é uma transferência de todo o patrimônio da Yaborã de uma sociedade para outra.

“Busca-se, com a cisão parcial com incorporação, que o negócio de aviação comercial volte a ser desenvolvido diretamente pela Embraer, resultando, assim, na redução de custos operacionais, sistêmicos, administrativos e tributários”, disse a empresa no documento ao mercado.

O procedimento ainda precisa ser aprovado pelos acionistas da Embraer, em uma próxima assembleia de investidores. A Cisão Parcial com Incorporação não resultará em aumento do patrimônio líquido da fabricante brasileira.

 

DEIXE UMA RESPOSTA