Embraer Turboélice
Foto: Embraer

A Embraer declarou há alguns meses que realmente planeja voltar ao mercado de turboélices, porém, fabricando modelos maiores.

E ontem (23), em um Webinar de entrega do primeiro E195-E2 da Helvetic, Arjan Meijer, presidente-executivo da divisão de Aviação Comercial da Embraer, declarou que a estreia pode ocorrer no próximo ano.

“A Embraer ainda está muito focada no segmento. Ainda estamos trabalhando em um turboélice e esperamos lançar o programa em 2022”, disse Arjan Meijer.

Maijer ainda destacou que a Embraer promete trazer uma aeronave muito eficiente ao mercado de aviões turboélices. A aeronave deve iniciar os voos comerciais até 2028, de acordo com presidente.

“Ele realmente se destacará dos produtos que existem hoje”, disse Meijer, ressaltando as novas tecnologias prometidas pela Embraer para o segmento.

Na projeção lançada anteriormente pela Embraer, a fabricante aposta em um design refinado, derivado dos E-Jets de 2ª geração, para conseguir uma significativa economia de combustível em relação aos concorrentes, mesmo que a opção seja para a propulsão convencional já existente no mercado.

Embraer turboélice
Foto projeção: Embraer

O novo turboélice deve levar cerca de 70 a 100 passageiros, e ter atualizações significativas em aerodinâmica e no sistema de propulsão. A meta é criar uma aeronave de menor emissão de CO2 para voos de curta distância, e superar os concorrentes, como a ATR com um produto que fornece 20% menor queima de combustível.

Essa nova perspectiva vai contra a meta anterior da Embraer de uma aeronave para 40 a 80 passageiros, e em direção ao E175 e E190.

Como meta, a empresa espera uma perspectiva de demanda para 1000 novos aviões neste mercado de 70 a 100 assentos nos próximos 10 anos, mesmo que o novo turboélice seja esteja disponível apenas após 2027.

DEIXE UMA RESPOSTA