(Reuters) – A Embraer informou nesta segunda-feira que tomará “todas as medidas judiciais cabíveis” para reverter decisão da justiça que mandou suspender assembleia sobre fusão da empresa com a Boeing.

A assembleia estava convocada para 26 de fevereiro, mas uma liminar da Justiça Federal de São Paulo suspendeu a reunião “até que as irregularidades legais apontadas sejam esclarecidas”.