Embraer KC-390 FAB
Linha de produção final do KC-390 nas instalações da Embraer em Gavião Peixoto.

Após anúncio da Força Aérea Brasileira na manhã desta sexta-feira (12) referente aos aviões multimissão Embraer KC-390, a fabricante brasileira emitiu um comunicado à seus acionistas, informando que irá buscar seus direitos legalmente.

A Força Aérea Brasileira anunciou a redução do seu pedido de aeronaves KC-390 de 28 para 15 aeronaves. 

“A Embraer S.A. comunica aos seus acionistas e ao mercado que tomou conhecimento nesta data da decisão da União de reduzir unilateralmente em 25% o valor total dos Contratos 002/DCTA-COPAC/2014 e 10/DCTA-COPAC/2014, firmados em 2014 entre a União, a Embraer e uma de suas subsidiárias. Os Contratos contemplam o fornecimento de 28 aeronaves KC-390 pela Embraer para a União.

Tão logo seja formalmente notificada pela União, a Companhia buscará as medidas legais relativas ao reequilíbrio econômico e financeiro dos Contratos, bem como avaliará os efeitos da redução dos Contratos em seus negócios e resultados.

A Embraer reforça seu compromisso com o projeto KC-390/C-390 Millennium, aeronave multimissão de nova geração, bem como sua crença no potencial de exportação deste produto, que traz inovações únicas em sua categoria e que já foi adquirido por duas nações europeias.

Por fim, a Embraer reitera seu papel de parceira estratégica da Força Aérea Brasileira no desenvolvimento e implantação de soluções e produtos tecnológicos de alto valor agregado, parceria estabelecida há mais de 50 anos.”

Confira a nota divulgada pela FAB clicando aqui

DEIXE UMA RESPOSTA