Foto - Ministério da Defesa/Divulgação

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, recebeu em audiência, na sexta-feira (15), o ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Internacional dos Emirados Árabes Unidos (EAU,) sua Alteza o Sheik Abdhullah bin Zayed al Nahyan. Durante o encontro, foram mantidas as relações de alto nível entre os dois países, ressaltando a importância em fomentar a coordenação de esforços entre seus setores de defesa.

“O Brasil é um país que dependemos e pretendemos ter uma relação grande”, disse o Sheik Abdhullah bin Zayed al Nahyan. Os Emirados Árabes Unidos têm interesse em parcerias com o Brasil e querem que essa tendência aumente e se confirme.

O Sheik Abdullah Bin Zayed relatou que os EAU são um sucesso na parte econômica e no turismo, e há grande preocupação com a defesa do país. Para ele, é preciso sair um pouco da perspectiva de visão comercial Estados Unidos, França e Reino Unido e procurar diversificar o mercado. O Sheik vê o Brasil como um país promissor nessa direção.

“Fico feliz com a perspectiva no eixo defesa, que inclui o Brasil. As perspectivas política, econômica e de defesa são as melhores possíveis”, disse Fernando Azevedo.

O ministro brasileiro disse, ainda, que, em outra ocasião, recebeu a embaixadora emirática Hafsa Abdulla Al Ulama, que lhe convidou para participar da Feira IDEX-2019, Exibição Internacional de Defesa, em Abhu Dabi. Representantes dos EAU deverão participar da LAAD Defence & Security 2019, Feira Internacional de Defesa e Segurança que ocorrerá em abril, no Rio de Janeiro.

Sobre a cooperação entre Brasil e EAU, Fernando Azevedo afirmou que o Ministério começou a avançar em um modelo de parceria de diplomacia militar, com a possibilidade de haver um adido militar nos Emirados Árabes Unidos.

Ressaltou que, “o Brasil é um grande parceiro geoestratégico na América do Sul, tem fronteira com nove países e mais 16 mil quilômetros de fronteira terrestre, possui um imenso mar territorial e, ainda, uma grande preocupação com a área espacial, por isso sua importância na área de Defesa”, disse Azevedo.

O ministro Fernando Azevedo convidou o Sheik Abdhullah bin Zayed al Nahyan para visitar as empresas da Base Indústria de Defesa (BID). O representante da pasta destacou que a indústria de defesa brasileira gera 60 mil empregos diretos e cerca 240 mil indiretos. “Nossas indústrias de defesa são reconhecidas pela eficiência, agilidade e eficácia”, completou.

Fernando Azevedo também elogiou o status pioneiro dos EAU, nos níveis regional e internacional, e suas iniciativas para apoiar os esforços da comunidade internacional para trazer estabilidade e paz no mundo.

Ao final do encontro, o Sheik convidou o ministro da Defesa brasileiro a visitar os EAU. Fernando Azevedo considerou o convite muito honroso e, disse que, brevemente, de acordo com sua agenda, pretende visitar àquele país.

 

Via – Ministério da Defesa