Emirates receberá injeção de capital do Governo de Dubai

A Emirates deve receber uma injeção de capital pelo governo de Dubai, para apoiar a companhia aérea do Oriente Médio após o surto de coronavírus.

A companhia aérea, que possui uma frota de 259 aviões Airbus A380 e Boeing 777, suspendeu os voos de passageiros em conformidade com as restrições dos Emirados Árabes Unidos, embora mantenha voos de carga com 777 cargueiros.

O príncipe herdeiro de Dubai, Sheikh Hamdan bin Mohammed, disse que o governo está “comprometido em fornecer apoio total” à companhia aérea durante a crise.

Ele diz que, como parte desse apoio, “injetará novo capital” na transportadora, afirmando o “grande valor estratégico” da companhia aérea para o emirado.

Al Maktoum ainda não detalhou a extensão da assistência financeira a ser prestada, declarando apenas que isso será “anunciado mais tarde”.

“Nosso negócio está sendo prejudicado, mas o que importa a longo prazo é que façamos a coisa certa para nossos clientes, funcionários e comunidades que servimos”, disse o presidente da Emirates, Sheik Ahmed bin Saeed Al Maktoum em 22 de março, ele divulgou medidas sendo implementadas pela empresa.

O Emirates Group não indicou o impacto da crise em seu desempenho financeiro para o ano fiscal de 2019-20, que termina em 31 de março.


 

DEIXE UMA RESPOSTA