A Emirates declarou nesta segunda-feira (15/04), que vai aposentar as suas aeronaves 777-300 Classic (sem ser a versão de alcance estendido ER).

O programa de renovação da frota da Emirates para 2019 inclui a retirada de um total de sete aeronaves Boeing 777-300 mais antigas e a entrega de seis novos Airbus A380.

O próximo 777-300 que deverá ser retirado da frota tem a matrícula A6-EMX, e foi originalmente fabricado em junho de 2003, portanto acumula 16 anos de operações.

Boa parte dos aviões 777-300 da Emirates são alugados, e serão devolvidos para a AerCap.

Com a desativação da aeronave Boeing 777-300 Classic, a frota de Boeings da Emirates será composta pelo Boeing 777-300ER e pela recém-renovada frota do Boeing 777-200LR.

Vale ressaltar que ainda nesta década a empresa passou por uma padronização de frota, retirando aeronaves do modelo A330 e A340 da sua frota, como forma de manter a padronização das aeronaves entre o 777 e o A380. Esse é mais um passo da padronização, onde anula a presença de uma versão de baixo alcance de voo, em comparação com o 777-300ER.