Teste do assento ejetável US16E, notar o formado da cockpit do F-35- Foto Martin- Baker

A empresa britânica Martin-Braker, anunciou que entregou o 500º assento ejetável US16E para os caças de 5º geração F-35 Lightning II.

Em comemoração ao feito uma cerimônia aconteceu no Reino Unido. A cerimônia contou com personalidades como o Marechal do Ar da RAF, Peter William David Ruddock que em 1977 ejetou de um jato inglês Hawker Hunter, hoje ele é o CEO da Lockheed Martin UK, na cerimônia o vice-diretor da Marti-Braker também estava presente.

Pilotos do 4º Esquadrão de Caça da 388ª Esquadra de Caça em seus F-35A se preparando para mais uma missão na Red Flag 19-1- Foto: U.S. Air Force/R. Nial Bradshaw

Os assentos foram entregues em três filiais de produção do F-35, em Fort Worth, EUA; na Leonardo Final Assembly & Check Out (FACO) em Cameri, Itália e na Mitsubishi Industries (MHI) (FACO) em Nagoya, Japão.

O assento US16E é um sucesso de mercado, é utilizado nos treinadores avançados da USAF, o T-6 Texan II e nos jatos T-38 da NASA e da USAF. Além de serem usados nos Eurofighters Typhoon pela Europa e demais aeronaves pelo globo.

Assento US16E na fase de testes- Foto: ADS Advance

Em relação ao F-35 o assento é o mesmo para as três variantes do caça stealh, as versões, a versão A de pouso e decolagem convencional, a B de pouso e decolagem na vertical (STOV) e a C para pouso enganchado em porta-aviões.

Outro diferencial do assento são os requisitos atendidos pela empresa britânicas, o principal deles é o Certificado de Lesões no Pescoço (NIC), os assentos US16E são confortáveis em impactam menos o piloto em caso de ejeção. A ejeção de maneira geral salva a vida de um piloto, mas pode trazer danos físicos aos profissionais, ou até a morte.