Embraer A-29 EMB-314 Super Tucano Paveway II USAF
Um A-29B Super Tucano de demonstração carregando duas bombas GBU-12 Paveway II durante avaliações do Porgrama OA-X da USAF, em agosto de 2017. Foto: Ethan D. Wagner/USAF. 

O Grupo Edge, dos Emirados Árabes Unidos, através de sua subsidiária HALCON, fechou uma parceria com a Embraer para integração de armamentos avançados no A-29 Super Tucano. A cooperação foi assinada no dia 15/11 durante o Dubai Airshow

O HALCON desenvolve sistemas de kit de orientação de precisão não propulsionados, que incorporam controles aerodinâmicos da cauda. Tais kits fornecem alcance e precisão para ogivas padrão da OTAN nas bombas Mk.81 e Mk.82, de 250 e 500 libras respectivamente, bem como ogivas projetadas para a série Desert Sting de 5 kg a 25 kg.

“Esta iniciativa representa outro marco para a EDGE, pois buscamos fazer parcerias com empresas líderes em todo o mundo e expandir o alcance e o uso de nossos produtos e serviços internacionalmente”, comentou a Sua Excelência Faisal Al Bannai, CEO e Diretor Executivo da EDGE.

A-29B do Esquadrão Joker em treinamento com lançamento de bombas em 2016. Foto: Sgt. Manfrim/FAB.

“A intenção da Embraer de trabalhar em estreita colaboração com a HALCON no desenvolvimento de sistemas de armas para o A-29 Super Tucano reflete a confiança depositada na capacidade da empresa dos Emirados Árabes Unidos de cumprir o que foi acordado e destaca a posição da HALCON como fabricante de armas e fornecedor preferencial internacionalmente.”

O Presidente e CEO da Embraer Defesa e Segurança, Jackson Schneider, comentou: “O A-29 Super Tucano é conhecido mundialmente por suas capacidades em ataque leve, treinamento e ISR, e a Embraer tem o prazer de colaborar com o Grupo EDGE dos Emirados Árabes Unidos para isso para oferecer aos atuais e futuros operadores de A-29 ainda mais precisão operacional e flexibilidade por meio da adição de sistemas de armas HALCON ao portfólio de armas da aeronave.”

Saeed Al Mansoori, CEO da HALCON, falou: “A HALCON é uma personificação da ambição da EDGE e dos Emirados Árabes Unidos de exportar conhecimento e experiência internacionalmente, ao mesmo tempo que estabelece parcerias fortes e trabalha com ritmo e agilidade.”

“Esta iniciativa visa cooperar com a Embraer em um caso de desenvolvimento disruptivo que acreditamos que trará benefícios significativos para ambas as empresas e definir um plano para futuras interações bilaterais para outras entidades EDGE”, finaliza o executivo da subsidiária. 

Armamentos do Embraer A-29 Super Tucano

DEIXE UMA RESPOSTA