Sukhoi Superjet 100 Rússia MAKS 2021
Superjet da Aeroflot pronto em linha de montagem da Sukhoi.

A PowerJet, empresa responsável pelo fornecimento e manutenção de motores para o jato russo Sukhoi SuperJet, não irá prestar mais serviços na Rússia.

O motivo são as novas sansões impostas contra a Rússia em decorrência da guerra com a Ucrânia. A empresa PowerJet é uma joint venture entre a NPO Saturn da Rússia e a Safran da França.

A empresa notificou seus parceiros que possuem sede na Rússia sobre a suspensão do contrato que engloba a manutenção nos motores de aviões Sukhoi SuperJet e fornecimento de peças de reposição.

O Sukhoi SuperJet possui apenas uma opção de motor sendo o SaM146 que é um motor turbofan. Boa parte da fabricação do motor é feita pela NPO, como o encaixe do fan frontal, a instalação das turbinas de baixa pressão e a montagem geral com a instalação na aeronave. 

A participação da Safran é para a produção do compressor de alta pressão, câmara de combustão e também das turbinas de alta pressão. 

A situação da aviação na Rússia se agrava cada vez mais, as três principais fabricantes suspenderam o fornecimento de peças para manutenção de aeronaves no país.

Além disso, há um conflito entre o governo de Vladimir Putin com as empresas de leasing de aeronaves, que buscam retomar seus aviões.

Airbus A321 da Aeroflot Manchester United Rússia
Airbus A321 da Aeroflot. Foto: Divulgação

Com todos os problemas, a Rússia resolveu apostar em aeronaves fabricadas em território nacional porém com a suspensão do fornecimento por parte da PowerJet, o plano poderá não ser possível de ir em diante.

Autoridades russas estão buscando alternativas para mais este problema, os ministros estão tentando a transferência de propriedade de empresas estrangerias para se tornarem estatais russas. 

Com isso, o governo passaria a administrar empresas do segmento aeronáutico que tiveram suas operações encerradas em razão das sansões impostas. 

Essas medidas visam garantir o fornecimento de peças e também de serviço de manutenção para aeronaves Sukhoi SuperJet, visto que a aeronave será um dos principais ativos entre as companhias aéreas e uma das poucas com suporte e manutenção.

 

 

Com informações do Aerotime.