B-52 transporte cruzamento
Foto: Ramón C Purcell/Boneyard Safari

Uma fuselagem de um bombardeiro B-52 Stratofortress está realizando uma viagem interestadual nos Estados Unidos. O jato de 61 anos está cruzando o país em uma carreta e chama atenção por onde passa. 

Segundo o The War Zone, o B-52H apelidado de ‘Damage Inc. II’ estava no Grupo de Manutenção e Regeneração de Aeronaves em Davis-Monthan, o famoso cemitério de aviões militares dos EUA. A aeronave fabricada em 1961 chegou lá em 25 de setembro de 2008, mas agora saiu e está sendo levada de caminhão do Arizona para Oklahoma City, Oklahoma. O trabalho de desmontagem do bombardeiro demorou quase quatro meses. 

B-52 curva estrada
Foto: Ramón C Purcell/Boneyard Safari

A última viagem do Damage Inc. II deve demorar cerca de 1 mês, dependendo das condições tempo e outros fatores. O comprimento de 48 metros e a altura da carga também dificultam o processo, impedindo a passagem por viadutos e ruas menores. As curvas em cruzamentos têm suas margens medidas em centímetros. 

O comboio inteiro finalmente pegou a estrada na manhã de segunda-feira (03), saindo do Pima Air and Space Museum para iniciar o que será uma jornada longa e desafiadora. 

Ramón C Purcell, do grupo Boneyard Safari, disse ao The War Zone que o B-52 e suas escoltas ocupam duas faixas de tráfego, então eles têm que encostar a cada cinco milhas ou mais para deixar o tráfego passar, o que torna o andamento lento. Percorrer apenas 50 milhas de Pima demorou mais de seis horas.

Mesmo com o inconveniente, as pessoas não parecem muito incomodadas com a operação. De acordo com Purcell, eles parecem animados, se não surpresos, ao ver o icônico bombardeiro na estrada. Em algumas paradas, multidões de curiosos vieram conferir o B-52 e até mesmo alguns tripulantes veteranos tiveram a chance de interagir com sua velha aeronave. 

Junto com a fuselagem do B052 de matrícula 61-0009, sua asa esquerda será transportada para uma instalação da Boeing em Oklahoma City, onde serão recolocados para formar o que é conhecido como um modelo de integração. Ele será usado para testar como novos sistemas podem ser integrados ao design de 70 anos do B-52. 

Com o B-52H está programado para servir ao lado do novo B-21 Raider por décadas, uma série de atualizações está planejada para manter a aeronave relevante pelos próximos anos. Eles variam de novos sensores, sistemas de comunicação, contramedidas defensivas, aviônicos e, especialmente, novos motores. 

A Rolls-Royce foi escolhida para finalmente dar à frota de B-52 remanescente da Força Aérea, que é composta de 76 aeronaves, motores modernos que aumentarão significativamente as capacidades, eficiência, confiabilidade e sustentabilidade geral da aeronave. O trabalho inicial de adaptação e integração para os novos motores será extenso e o uso de 61-0009 em grande parte dele reduzirá drasticamente o custo e o risco, em oposição a um exemplo de voo.

DEIXE UMA RESPOSTA