Airbus A319neo China Southern
Foto: Airbus

Pode se dizer que o Airbus A319neo é um avião raro em operação, apesar de ser bem novo como seus ‘irmãos’ maiores. Há quase três semanas, a China Southern recebia o primeiro modelo do mundo a ser operado por uma companhia aérea.

Diferentemente das versões maiores da família Airbus A320neo, o ‘caçula’ não vendeu nem a metade. O menor avião possui apenas 70 encomendas, sendo 30 delas para clientes não identificados.

Parte de seu ‘fracasso’ nas vendas, pode ser creditado à concorrência de um avião da própria fabricante, o A220. O projeto incorporado pela Airbus é um dos concorrentes diretos do A319neo, a maior diferença está no alcance e o valor de compra.

O A319neo possui uma leve vantagem no alcance com 6.950 km contra os 6.112 km do A220. Por outro lado, o A220 é mais econômico em termos operacionais, além de ser uma aeronave mais barata que o A319neo em cerca de US $10 milhões.

Na última quarta-feira (09), pela primeira vez, o Airbus A319neo levantou voo para cumprir um voo de receita por uma empresa aérea. 

Seu primeiro voo foi o CZ3403 partindo do Aeroporto Internacional de Guangzhou na China com destino a Chengdu Shuangliu. O voo durou aproximadamente 2 horas e 5 minutos, tendo chego ao seu destino cerca de 30 minutos antes.

Menos de uma hora e meia depois, o novíssimo avião que agora opera sob a matrícula B-328C. retornou para Guangzhou. 

Uma curiosidade é de que este A319neo até um ano atrás não estava nos planos da China Southern. Há indícios de que um dos clientes não divulgados pela Airbus é a Air China, que seria então a primeira operadora do modelo.

Porém, desde o início da pandemia, a Air China havia adiado as entregas do novo avião principalmente devido a crise no setor. 

Há pouco mais de dois meses, a China Southern demonstrou interesse de ter o avião em sua frota. É quase improvável que hoje em dia, uma empresa que compre uma nova aeronave receba quase um mês e meio depois mas isso aconteceu.

Pouco tempo depois, o primeiro A319neo já estava pintado nas cores da China Southern, configurado e pronto para entrar em operação. Com poucas encomendas, qualquer nova aquisição da aeronave para a Airbus é um motivo para tentar alavancar um pouco as vendas.

Com cerca de 70 pedidos, há slots de sobra para realizar a montagem de toda a aeronave e realizar a entrega rapidamente. Foi tão rápido que a empresa chinesa já conta com dois exemplares na frota, o B-328C já foi entregue há poucos dias.