KC-46A Pegasus da USAF- Foto: Valerie Insinna / Equipe

Uma entrega de mais um avião-tanque KC-46A Pegasus foi adiada por causa de de objetos estranhos encontrados dentro do avião. A aeronave seria entregue na base aérea de Seymour Johnson, na Carolina do Norte. A entrega do Pegasus estava agendada para o dia 12 de junho.

Nessa data seriam entregues dois aviões, mas só um foi entregue, já que o problema apareceu na segunda aeronave.

“A Boeing fez grandes progressos em sua linha de produção, focando na qualidade do produto, controle de ferramentas e prevenção de FOD”, afirmou a Força Aérea. “No entanto, os detritos deixados para trás durante o retrabalho de produção fora do padrão indicam que ainda temos trabalho a fazer para propagar as boas mudanças de cultura do lado da produção para a empresa Boeing em geral”.

“A Força Aérea e a Boeing continuam comprometidas com a melhoria do processo e, neste caso específico, a Boeing continua a investigar a causa raiz e as ações corretivas”, afirmou a Força Aérea.

Boeing KC-46A – Foto: Boeing

Esse problema se junta a outros já registrados na história dessa nova aeronave de reabastecimento em voo da USAF. Outro problema que está acontecendo com os Pegasus é justamente no braço de Revo, que conecta o avião-tanque com a aeronave receptora. Um novo sistema de visão remota vai ser inserido nas aeronaves, o que vai gerar um custo de US$ 551 milhões.

Comunicados da Boeing a respeito do problema:

“Durante o processo de inspeção completo da Boeing antes da entrega, alguns pequenos detritos de fabricação foram descobertos por um inspetor de qualidade da Boeing”, disse o porta-voz da Boeing, Larry Chambers. “Isso nos levou a realizar inspeções adicionais antes da entrega da aeronave.”

KC-46A Pegasus pousando na Base de Mc Connell- Foto- U.s Airforce

“O processo de inspeção está funcionando exatamente como deveria”, continuou Chambers. “A Boeing levará todo o tempo necessário para entregar as aeronaves da mais alta qualidade à Força Aérea, mas não prevemos um atraso significativo. Estamos trabalhando com a Força Aérea para determinar o cronograma de entrega. ”

Fonte de apoio: Air Force Times/ Edição: Aeroflap

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA